Polícia é chamada após suspeita de bomba na Havan de Brasília

Caso aconteceu na sexta pela manhã

Polícia é chamada após suspeita de bomba na Havan de Brasília

Caso aconteceu na sexta pela manhã

O esquadrão antibombas foi acionado até uma loja da Havan, em Brasília (DF), nesta sexta-feira, 4, pela manhã.

O grupo especializado fez a remoção do objeto. A Polícia Militar do Distrito Federal informou que se trata de um simulacro de bomba, portanto, não era um explosivo real.

“O cliente viu um objeto estranho e chamou os seguranças do local. Era um objeto que simulava um artefato explosivo. Foi um alarme falso”, explicou o capitão Rogério Nogueira, do esquadrão antibombas do Bope. O material foi encaminhado à Polícia Civil, que fará a perícia.

O gerente da filial, Alexandre Cardoso Santos, diz que um cliente o chamou, por volta de 11h40, comunicando que havia passado com o carro por um objeto suspeito no estacionamento da loja.

“Imediatamente eu chamei a Polícia Militar e isolei uma área em torno de 10m², com cavalete e fita adesiva, com a intenção de evitar possíveis acidentes. A primeira viatura chegou em minutos e acionou a equipe tática. Seis viaturas especializadas e mais o Corpo de Bombeiros estiveram no local. A rua principal foi fechada, cerca de 200m², e um profissional do esquadrão antibomba foi até o artefato. Um robô também foi utilizado para verificar a quantidade de explosivo.”

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio