Esquinas musicais animam a cidade

Uma das novidades do Festival 2014 aproximou os brusquenses da arte

Esquinas musicais animam a cidade

Uma das novidades do Festival 2014 aproximou os brusquenses da arte

Na manhã de sábado, 19, músicos e bonecos gigantes animaram a comunidade em cinco esquinas do Centro. Bandas como “Batuques e Acordes” e “TriloJazz” se apresentaram ao lado de personagens folclóricos da cidade. Além de reggae e de música instrumental, os brusquenses puderam ouvir clássicos da MPB. A exibição ocorreu das 10h30 às 12h.

Para Izabel Moritz, integrante da coordenação de eventos da Fundação Cultural, as esquinas musicais são formas de divulgar o trabalho dos músicos e de relembrar figuras históricas de Brusque. “Queremos oferecer para a comunidade vários estilos musicais. E em relação aos bonecos, pegamos pessoas tradicionais da cidade para homenageá-las”, explica. Segundo Izabel, a escolha pelos personagens se deu junto ao departamento de Patrimônio Histórico da Prefeitura. “Eles fizeram um levantamento e recolheram as informações das pessoas, assim pudemos selecioná-las”.

Seu Ginoca, Timbé, Aldo Krieger, Mario Galassini e Bertilha do Acordeon foram os personagens escolhidos. Na esquina musical de Bertilha do Acordeon, a dupla de Blumenau, Filipe Burgonovo e Ruan Muller, tocou canções instrumentais. “É fundamental divulgar o trabalho dessa forma, principalmente tocando ao ar livre para a população”, afirma Filipe. Músico desde os 17 anos, ele acredita que, eventos como o “esquinas musicais”, deveriam ocorrer com mais frequência. “As pessoas ficam perto do nosso universo. Os músicos de Brusque deveriam tocar em Blumenau também. É uma troca de experiências”, afirma.

Na esquina da Rui Barbosa com a Hercílio Luz, junto com os músicos do “Batuques e Acordes”, o personagem Timbé atraiu o público. Os comerciantes Sérgio Luiz Gianesini e Luciano Maestri lembraram da época em que Timbé passeava pelo centro e “fazia muito barulho”. “Isso era nos anos 80, eu lembro dele direitinho. Era uma figura”, recorda-se Sérgio. Para Luciano, as apresentações incentivam o artista e atraem a população. “É de graça e é diferente do que a gente costuma ver. Todos os sábados deveria ter. Assim, a comunidade sai de casa e vem passear”, diz.

Parado de bicicleta em frente aos músicos do “TriloJazz” na Avenida Cônsul para acompanhar a apresentação, o instalador de sistemas preventivos, Richard Rombach, aprovou a iniciativa. “Eu saí para pedalar e vi os músicos da outra esquina, mas não deu para parar lá. Então eu percebi que havia outros aqui também, daí resolvi conferir. Eu acredito que colocar a música no caminho das pessoas é uma forma de mostrar para elas o mundo da arte”, diz. O prefeito de Brusque, Paulo Eccel, também prestigiou os músicos: “Isso mexe com o lúdico e com a emoção. E pelo que eu vi, as pessoas gostaram e até comentaram que parecia outro país”, afirma. No próximo sábado, dia 26, outras cinco esquinas contarão com as atrações. Confira:

 

Próxima “Esquinas musicais”
Sábado – dia 26, das 10h30 às 12h
Bertilha do Acordeon | MPB com “Gica e Nadjara”
Local: Camelódromo da Avenida Lauro Muller

Timbé | Pop Rock com “Acústico Duos”
Local: Esquina da Rui Barbosa com a Hercílio Luz

Mario Galassini | Rock e Blues com “Thiago Luz e Rodrigo Bianchini”
Local: Avenida Cônsul, em frente ao Monumento Barão Schneeburg

Aldo Krieger | MPB com “Batuques e Acordes”
Local: Avenida Cônsul, próximo a esquina Alberto Torres

Seu Ginoca | MPB com “Calinho Luminoso”
Local: Fundação Cultural, em frente ao Terminal Urbano

 

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio