Estiagem prolongada afeta o abastecimento de água no bairro Volta Grande

Racionamento pode atingir outros pontos de Brusque, caso não chova

Estiagem prolongada afeta o abastecimento de água no bairro Volta Grande

Racionamento pode atingir outros pontos de Brusque, caso não chova

A média de consumo de água dos brusquenses aumentou 15 milhões de litros entre dezembro de 2013 e janeiro de 2014. Com isso, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) solicita à população que economize água. Atualmente, o bairro Volta Grande é o único que sofre interrupções no fornecimento, no entanto, se a estiagem persistir, outros cinco bairros podem ser afetados em breve.

O consumo de água em dezembro já foi considerado alto: 750 milhões de litros. Neste mês, a população utilizou 765 milhões de litros de água, mais de 10% acima da média de consumo anual registrada em 2013, que foi de 690 milhões de litros por mês.

O bairro Volta Grande, que utiliza um sistema isolado de tratamento e distribuição de água, já começou a ter interrupções no fornecimento. Lá, segundo o Samae, são produzidos atualmente 38 metros cúbicos de água por hora; a população, no entanto, está consumindo 45 metros cúbicos durante o mesmo período de tempo. Isso faz com que haja o racionamento.

A estiagem prolongada que afeta o município é uma das culpadas pela falta de água, avalia o coordenador da estação de tratamento do Samae, Fausto Diegoli. “A falta de chuva afeta a produção de água lá, estamos conseguindo normalizar apenas durante a madrugada, quando as pessoas utilizam menos”, diz.

Os moradores confirmam a recorrência do problema da falta de água. A dona de casa Lauvete Muller diz que a interrupção no abastecimento é frequente, para residências que não têm caixa d’água. Ela conta que já ligou no Samae diversas vezes, mas a explicação da autarquia é de que a chuva em excesso – ou a falta dela – são as responsáveis pelas interrupções no fornecimento..
Diegoli explica que se as chuvas não voltarem, o fornecimento ao bairro Volta Grande não poderá ser normalizado e a estiagem poderá começar a afetar os bairros Batêas, Cerâmica Reis, Dom Joaquim, Cedro Alto e Tomás Coelho nas próximas semanas.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio