Estrutura da igreja matriz São Luis Gonzaga está comprometida devido a infiltrações no telhado

Empresa realiza estudo técnico para detectar as causas do problema que se agrava há quatro anos

Estrutura da igreja matriz São Luis Gonzaga está comprometida devido a infiltrações no telhado

Empresa realiza estudo técnico para detectar as causas do problema que se agrava há quatro anos

Com mais de 40 anos de construção, o telhado da Igreja Matriz São Luis Gonzaga, de Brusque, passará por uma reforma. Há quatro anos, um problema de infiltração vem se agravando e passou a comprometer a estrutura do templo. O pároco, padre Magnus José Barão Caneppele, explica que até o momento não foi descoberto o que motivou a infiltração, por isso, uma empresa foi contratada e realiza um estudo técnico.

Leia também: Cursos do segundo semestre têm pouca procura nas universidades de Brusque e região

Com o diagnóstico em mãos, a administração saberá o que deverá ser feito: ou a substituição total do telhado ou o reparo em locais pontuais do problema. “A maior dificuldade até o momento está sendo para descobrir a causa do problema, porque podem ser as calhas que não estão mais dando conta ou o telhado mesmo”.

Em dois pontos da igreja o problema é mais grave, onde as marcas nas paredes são visíveis, como na entrada e em cima do órgão, local onde ficam os músicos. Quando chove forte, a água escorre pela parede e empoça no chão da igreja. “Sabemos que em algumas partes, a madeira e a telha também estão bem comprometidas, mas como a estrutura é muito alta, acaba complicando mais. Por exemplo, só o vão central tem 80 metros de comprimento e 20m de altura”, diz.

O pároco explica que há pouco tempo foi feita uma checagem pontual em um espaço de 40 metros quadrados. Com isso, conseguiram resolver 90% da infiltração com a troca das telhas estragadas, o reapertamento dos parafusos, vedação de calhas e também substituição de algumas delas. Porém, ele afirma que este não é o mesmo problema em todo o restante da estrutura. “Na época em que o telhado foi construído, em 1974, não se tinha um volume de chuvas como se tem agora. Então, as saídas de água não são mais suficientes e quando dá uma chuva torrencial, o telhado não aguenta”.

Telhado foi construído em 1974, mas há quatro anos vem apresentando problemas frequentes / Foto: Miriany Farias
Telhado foi construído em 1974, mas há quatro anos vem apresentando problemas frequentes / Foto: Miriany Farias

Ainda não há um orçamento fixo de quanto será gasto para realizar todo o reparo, mas o padre acredita que será necessário em torno de R$ 100 a R$ 200 mil. Até o momento, ele diz que não será necessária a interdição da igreja para a obra, apenas no decorrer da reforma é que será decidido, caso necessite colocar alguma máquina no interior para se ter acesso ao telhado.

Recursos

Apesar de não haver uma previsão do valor que será investido na obra, o padre diz que a igreja não possui recursos para todo o reparo. Por isso, conta com a contribuição da comunidade, com o pagamento de dízimos e o dinheiro arrecadado com a festa do padroeiro, que ocorreu no fim de junho.

Também, em maio, foi organizada uma Ação Entre Amigos, por meio de uma rifa, que será sorteada no dia 17 de agosto pela Loteria Federal. Cada bilhete pode ser adquirido pelo valor de R$ 5 ou quem preferir um bloco fechado, paga R$ 50. Serão cinco prêmios: um carro Onix 1.0 0 km, uma Honda Biz 125 0 km, uma televisão de 40 polegadas, um notebook e uma bicicleta.

O pároco informa que quem deseja contribuir, pode adquirir a rifa na secretaria paroquial, que fica atrás da igreja matriz, ou também ao fim de cada missa. “Nossa igreja foi uma das primeiras da cidade e a partir dela é que surgiram tantas outras. Ela é patrimônio de Brusque, não somente da comunidade católica, mas do povo. Tem uma história muito bonita e precisamos cuidar dela, da casa de Deus”.

Em cima do órgão, onde ficam os músicos, também existe marcas na paredes e quando chove, água escorre e empoça no chão / Foto: Miriany Farias
Em cima do órgão, onde ficam os músicos, também existe marcas na paredes e quando chove, água escorre e empoça no chão / Foto: Miriany Farias

Ele ressalta ainda, que o templo é utilizado para muitas ações que envolvem e unem cada vez mais a comunidade e as famílias. Entre elas, as celebrações ecumênicas, de batismo, crismas, casamentos, e também é um local em que as pessoas utilizam como refúgio para orações e onde encontram forças para a vida. Por isso, ele frisa que é necessário cuidar bem do espaço para que as futuras gerações também possam fazer um bom uso, pois além de tudo, a igreja matriz é um dos pontos turísticos do município.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio