Evento de gestão em Saúde reúne mais de 200 pessoas, no Azambuja

1ª Jornada Brusquense de Gestão em Saúde ocorreu no sábado, 2, onde especialistas palestraram

Evento de gestão em Saúde reúne mais de 200 pessoas, no Azambuja

1ª Jornada Brusquense de Gestão em Saúde ocorreu no sábado, 2, onde especialistas palestraram

Temas que estão diretamente ligados à gestão em saúde foram amplamente discutidos por profissionais de diversas instituições convidadas a palestrar na 1ª Jornada Brusquense de Gestão em Saúde. O evento ocorreu no sábado, 2, em Brusque, e teve como assuntos a segurança do paciente, gestão de custos e de carreira, judicialização, ética em saúde e no ambiente profissional, marca pessoal, entre outros.

A abertura do evento contou com a participação de representantes do Hospital Israelita Albert Einstein, que em 2018 inicia a residência médica em Brusque; Associação Catarinense de Medicina (ACM); Sindicato dos Médicos de Santa Catarina, do Estado e regional (Simesc); Associação Brusquense de Medicina (ABM); além do reitor da Unifebe, Günther Lother Pertschy; do diretor-administrativo do Hospital Azambuja, Padre Nélio Roberto Schwanke, e várias outras autoridades que prestigiaram a cerimônia.

O administrador do Hospital Azambuja, Fabiano Amorim lembrou, em seu discurso que discutir gestão é uma necessidade para quem atua na área ou vai atuar. “É uma antiga reivindicação dos nossos profissionais, que entendem a importância de capacitação, pois os resultados deste conhecimento vão tornar cada vez melhor a saúde e a qualidade de vida das pessoas”.

Após a abertura, o evento iniciou falando do futuro e as novas perceptivas para a saúde. Segundo o palestrante, Paolo Rogério de Oliveira Salvalaggio, do Hospital Israelita Albert Einstein, é importante que o profissional fique atento às mudanças de todas as tecnologias que estão ao redor.

“Principalmente na nanotecnologia, nas novidades relacionadas à biotecnologia, que lidam com células e moléculas, no que estamos vendo na área de computadores e de transformação digital e o que vai acontecer na área de avanço da mente humana, de aumento de capacidade do cérebro humano”, disse.

Ele destacou ainda as mudanças na educação que envolvem toda a área médica e a necessidade de ouvir mais o paciente, para atendê-lo cada vez melhor.

Ainda segundo o palestrante, é fundamental que o profissional se adapte às mudanças para garantir o seu lugar no mercado de trabalho. “Talvez essas mudanças tecnológicas tragam mais gente para a área de saúde e mais cursos e a demanda por nossos serviços aumente, e apareçam outras especialidades que ainda não existem e os médicos precisem se atualizar para ocupar estas vagas que estarão disponíveis’, concluiu.

Ao todo, cerca de 200 pessoas se inscreveram para a jornada, que contou ainda com estudantes e profissionais da área médica, direito, contabilidade, entre outros. Para o reitor da Unifebe, entidade patrocinadora do evento, a área da saúde precisa se unir e evoluir, para que se possa formar profissionais que atendam a realidade da área de abrangência. “As instituições educacionais tem um grande papel neste processo, que é formar profissionais atualizados e comprometidos”, declarou.

Segundo o presidente da comissão organizadora da Jornada Brusquense de Gestão em Saúde, Gustavo Gumz Correia, a troca de experiências foi um dos destaques do evento, superando as expectativas.

Para ele, todas as palestras foram de altíssimo nível, as discussões realizadas depois das palestras tiveram um grande engajamento tanto por parte da comissão organizadora quanto do público presente. “As pessoas questionaram os palestrantes sobre os temas em debate, mas ainda os procuravam após as palestras para conversar e tirar novas dúvidas. Sem contar o networking que gerou durante os intervalos. Realmente, a jornada atingiu o seu objetivo”, disse.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio