Ewaldo Ristow Filho aceita convite para comandar SDR

Reunião na próxima semana define se brusquense será o novo secretário regional

Ewaldo Ristow Filho aceita convite para comandar SDR

Reunião na próxima semana define se brusquense será o novo secretário regional

Quinze dias após a exoneração de Jones Bosio, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional (SDR) de Brusque continua sem secretário nomeado. O nome mais provável a assumir o cargo é Ewaldo Ristow Filho, presidente do Clube de Caça e Tiro Araújo Brusque. O brusquense confirmou que está tendo conversas com o governo.

Ele diz ter recebido o convite direto do gabinete do governador e que, na próxima segunda, irá para Florianópolis ter a reunião definitiva. Inicialmente, sua nomeação está confirmada, diz ele, mas ainda falta esta “última conversa” para que o martelo seja batido. Na semana passada, foi informado pelo estado que a Casa Civil ainda estava “em negociação” com o nome pretendido.

Logo após a exoneração de Bosio, o governo informou que a nomeação do novo secretário se daria na mesma semana, prazo já estourado. Cláudio Thomas, diretor de imprensa do governo do estado, garante que a nomeação oficial deve sair “nos próximos dias”.
PSD de fora

Jones Bosio, ex-secretário e presidente do PSD de Brusque, afirma que o partido tem sido mantido de fora das conversas. “O PSD local não é consultado para nada, a não ser para pedir voto”.

Segundo Bosio, a Executiva municipal do PSD aprovou por unanimidade o apoio ao nome de Luiz Carlos Rosin, que hoje é secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Brusque. O nome, contudo, não foi acatado pelo governador.

Consultado pelo Município Dia a Dia, o deputado Gelson Merisio, presidente do PSD estadual e da Assembleia Legislativa, diz que o partido não está participando da mesa de negociações e que a decisão é pessoal do governador Raimundo Colombo.
SDR permanece sem interino

Conforme o Diário Oficial do Estado (DOE), nesse último período sem comando, nenhum funcionário da SDR foi nomeado oficialmente para assumir cumulativamente as funções de secretário, fato que ocorreu no começo do ano, quando o hoje chefe de gabinete da prefeitura, Evandro Flora, era secretário interino. O governo do estado confirma que ninguém será nomeado interinamente.

Nos primeiros 140 dias do ano, a SDR de Brusque ficou, até ontem, 47 dias sem um secretário nomeado. Isso corresponde ao período entre 2 de janeiro até 3 de fevereiro, data em que Jones Bosio, que era o secretário em 2014, foi reconduzido ao cargo pelo governador Raimundo Colombo. Também é somado o período recente em que a SDR está sem comando, desde o dia 7 de maio.

No começo do ano, a demora na nomeação deu-se por negociações políticas. Com a divisão das 36 secretarias regionais igualmente entre PSD (partido do governador) e PMDB (partido do vice-governador), a SDR de Brusque foi pleiteada pelos peemedebistas, sendo o nome de Danilo Rezini o indicado para o cargo.

Contudo, após pressão política vinda de prefeitos de região e de outras lideranças, o governo do estado optou pela manutenção de Jones Bosio à frente da secretaria. Sua permanência durou três meses. No começo de maio, denúncia de improbidade administrativa apresentada pelo Ministério Público levou ao pedido de demissão do ex-secretário, ainda não substituído.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio