Ewaldo Ristow Filho é o ‘anônimo’ desta quarta-feira

Ewaldo Ristow Filho é o ‘anônimo’ desta quarta-feira

Há mais de trinta anos, seu Ewaldo está a frente do Caça e Tiro – Crédito: Sarita Gianesini
Ewaldo Ristow Filho nasceu e se criou na rua das Carreiras. Para quem não conhece, é a atual rua Hercílio Luz, em Brusque que, segundo seu Ewaldo, é a rua mais antiga da cidade.

No tempo em que era menino, o Schützen-Verein já fazia parte da paisagem e o terreno ao lado era campinho de futebol. Poucos carros passavam por ali. Passavam eram carros de mola e carroças. 

– Teve um período na vida do clube, na década de 1940 e 1950, não vivi isso, mas o clube era aglutinador de todas as atividades da cidade – conta como personagem da editoria Anônimos desta quarta-feira, 3 de maio.
E assim, seu Ewaldo vai contando a história: as ‘Schützenfest’, as festas de tiro, que lotavam o pátio do clube. Reunindo gente que vinha do centro ou dos interiores para praticar a atividade que era tipicamente germânica: o tiro. As festas de tiro começam com desfile de ingresso no sábado de manhã e só iam terminar na segunda-feira, com o regresso organizado pelo Centro da cidade.
– O Bandeirante, o Carrenô, a Fenarreco, a Banda Araújo surgiu dali de dentro do Caça e Tiro. Quando o Feliciano Pires estava sendo construído, o grupo escolar funcionou durante quatro anos dentro do salão do clube – lembra. 
Da história do clube para a própria, seu Ewaldo lembra que a família inteira frequentava o lugar.  Aos 15 anos, o clube passou também a ser espaço para prática de esporte. Começou a atirar. As competições, naquela época eram muitas: cerca de 25 torneios por ano. 
O pai participava como membro da diretoria e também foi presidente. Assim, de forma natural, Ewaldo Filho começou a integrar a direção do clube. E, com as piscinas, que já eram sonho do pai, o número de associados saltou de 180 para um universo de quase 4 mil pessoas. 
**Confira a história completa na edição de quarta-feira. 
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio