Justiça nega novo recurso e ex-esposa de Chico Wehmuth, acusada de matá-lo, irá a júri popular

Próximo passo é que o juiz da Vara Criminal de Brusque marque uma data para o julgamento

Justiça nega novo recurso e ex-esposa de Chico Wehmuth, acusada de matá-lo, irá a júri popular

Próximo passo é que o juiz da Vara Criminal de Brusque marque uma data para o julgamento

Sandra Maria Bernardes, acusada de matar o empresário Amilcar Arnoldo Wehmuth, o Chico Wehmuth, envenenado com chumbinho, vai a júri popular.

O desembargador Sérgio Izidoro Heil negou providência ao recurso especial interposto no Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) pela defesa da acusada, após primeira tentativa de impedir o julgamento, também fracassada. A decisão é de quarta-feira, 14, publicada nesta sexta-feira, 16.

Com a nova sentença, fica mantida a decisão do juiz Edemar Leopoldo Schlösser, da Vara Criminal de Brusque. O próximo passo é que o magistrado marque uma data para o julgamento, mas não há prazo para que isso aconteça.

Sandra foi acusada, pela 4ª Promotoria de Justiça de Brusque, de ter sido a responsável pelo homicídio de Chico Wehmuth. Segundo a perícia, ele morreu envenenado por ingestão de chumbinho.

O crime aconteceu em 28 de junho de 2014, quando, conforme apuração da Polícia Civil, Chico passou mal e foi encaminhado ao hospital à noite, após passar mal, tendo falecido no dia seguinte.

Para a promotoria, o crime foi cometido por Sandra, que estava em sua companhia naquela noite, por motivos financeiros.

Segundo o MP-SC, ela acreditava que seria beneficiária de previdência privada, aposentadoria, seguros de vida e inventário da vítima. Durante toda a tramitação do processo, Sandra rejeitou veementemente as acusações.

Chico era um dos sócios da Quimisa. Foi candidato à prefeito de Brusque em 2000 e secretário de desenvolvimento econômico entre 1991 e 1994. Também foi presidente do Brusque Futebol Clube. O empresário morreu no dia 29 de junho, aos 70 anos.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio