Conteúdo exclusivo para assinantes
Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Excesso de burocracia e falta de planejamento prejudicam obras públicas

Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Excesso de burocracia e falta de planejamento prejudicam obras públicas

Página 3

Atrasos
Reportagem publicada por O Município na sexta-feira, 19, evidencia o grande desafio para qualquer administração: destravar as obras. A burocracia, os alvarás, pareceres, licenciamentos, assinaturas e avais são tantos que fazem com que qualquer intervenção atrase. É o caso das obras de macrodrenagem do PAC. Financiadas pela Caixa, elas enfrentam uma série de entraves para qualquer mínima vírgula alterada no projeto.

Contraste
O balanço das grandes obras também coloca, uma vez mais, em evidência a rodovia Antônio Heil. Quem passa por ela percebe a gritante diferença entre o trecho da Irmãos Fischer, duplicado e entregue, e a parte de Itajaí, sob alçada do estado, em situação para lá de complicada. Os trabalhos são lentos. O governo do estado e a Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Brusque limitam-se a se justificar. No entanto, é fundamental que pressionem ainda mais o consórcio que executa a duplicação no sentido de terminar a obra ainda em 2018.

Planejamento
Ainda com relação a obras e o poder público, a ponte do Rio Branco é um capítulo à parte. Planejada para ser terminada em 2016, a ponte foi planejada erroneamente, sem levar em conta o nível do rio Itajaí-Mirim – isto, numa cidade que sofre quase anualmente com cheias. Três anos depois, a prefeitura ainda se vê com o pepino da ponte nas mãos devido a um erro crasso. Falta planejamento.


Ambulantes nas praças
Durante a reunião entre ambulantes, Câmara e prefeitura, na quinta-feira, 18, o presidente da Câmara, Jean Pirola, relatou que recebeu uma sugestão da comunidade. Utilizar a praça da Cidadania, remodelada, para os ambulantes de cachorro-quente. Foi além e sugeriu o mesmo para a praça Gilberto Colzani, em frente ao terminal. Trata-se de proposta interessante porque levaria gente e reavivaria esses espaços, ora esquecidos pela prefeitura e palco de tráfico de drogas e outros crimes. Praças de food trucks já existem em Blumenau e Itajaí, e funcionam bem.

Segurança em discussão
Na mesma reunião, os ambulantes destacaram que, indiretamente, contribuem para a segurança do Centro e dos bairros onde trabalham. A presença deles e dos clientes inibem a ação de criminosos. Um ambulante relatou que uma loja de eletrodomésticos foi assaltada uma única vez – justamente no único dia que ele não abriu o trailer. Tal fato foi registrado em ata e será levado em conta pela prefeitura na elaboração do decreto de regulamentação. Embora a observação seja válida, não dá para pensar na regulamentação dos ambulantes, importante para o futuro de Brusque, com base no argumento.


Venda demorada
A intenção do presidente da Câmara de Vereadores, Jean Pirola, é ter uma decisão final sobre a venda do prédio da Câmara ao Ministério Público (MP-SC) ainda este mês. Existe a possibilidade de que o MP-SC construa o novo espaço ao lado do atual prédio e o auditório seja compartilhado. A história vem se arrastando, mas Pirola quer definir para, caso dê errado o acerto com o Judiciário, poder tomar providências quanto à estrutura da Câmara, que ele considera pequena para o porte da cidade.


Peninha ministro
O colunista Cacau Menezes publicou, neste fim de semana, que, se Jair Bolsonaro (PSC-RJ) for eleito presidente, o deputado federal Rogério Mendonça, o Peninha (MDB), deverá ocupar um ministério. Peninha, que tem mais força política em Ituporanga e Médio Vale do Itajaí, defende o armamento da população e tem um discurso de extrema direita, assim como Bolsonaro.



Prorrogação

A Comissão Processante resolveu prorrogar por mais 60 dias o processo administrativo disciplinar contra o servidor Alexandre Rafael Melquiades Elias. Como O Município já noticiou, o funcionário lotado na Procuradoria fez parecer contrário ao projeto do Refis (para refinanciamento de débitos com a prefeitura) no ano passado. A justificativa para o aumento do prazo é que a defesa de Elias apresentou recurso, com isso, a comissão achou por bem analisar os detalhes técnico-jurídicos.



Licitação é hoje

Está marcada para segunda-feira, 22, a abertura dos envelopes da licitação para a obra da terceira subestação da Celesc. O prazo para a entrega dos envelopes é até as 11h30, em Florianópolis. A abertura das propostas será às 14h30. A subestação será construída em um terreno de aproximadamente 5 mil m², com área disponível de 3,6 mil m², na rua São Pedro, em Brusque, em frente à empresa Tecebem. O custo estimado da obra é de R$ 4,3 milhões.



Novo presidente

O prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni (MDB), deverá ser eleito presidente da Federação Catarinense de Municípios (Fecam). Ele, que é presidente da Associação dos Municípios da Foz do Itajaí-Açu (Amfri), está na cabeça da única chapa que concorrerá à presidência da entidade. Sua vice será a prefeita de São Cristóvão do Sul, município do Meio-Oeste catarinense.



Licitações da prefeitura na semana

22/01 – Segunda-feira

PREGÃO 090/2017, 13h30
Grama esmeralda

PREGÃO 064/2017, 16h30min
Aquisição de EPI’s – continuação

23/01 – Terça-feira

PREGÃO 005/2017, 13h30
Manutenção preventiva informática – FUMREBOM

PREGÃO 129/2017, 16h
Aquisição de Concreto

24/01 – Quarta-feira

PREGÃO 119/2017, 13h30
Serviços de toldo e solda

25/01 – Quinta-feira

PREGÃO 114/2017, 13h30
Aquisição de equipamento e material de rede

26/01 – Sexta-feira

PREGÃO 133/2017, 13h30
Aquisição de licença Adobe

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio