Chega de ódio!

Os protestos encabeçados pela extrema direita norte-americana (e vamos mais uma vez dizer que ela precisa ser chamada pela nomenclatura correta, neonazi) estão causando reações necessárias por todos os lugares.

Uma delas: o Spotify removeu de seu serviço bandas “supremacistas brancas” com músicas que refletem racismo e ódio.

Há quem, nessas horas, fale em liberdade de expressão. Mas não custa sempre lembrar que a gente tem liberdade de expressão e de opinião. Mas não tem liberdade para cometer crimes. E o racismo, a xenofobia e todos os outros ódios são crimes. Incitar a violência, então, é crime óbvio. Parabéns, Spotity!

 

                Mais música de brinquedo!

Pato Fu, we love you! Dia primeiro de setembro será o dia do lançamento da nova aventura da banda usando instrumentos de brinquedo. O primeiro Música de Brinquedo foi lançado em 2010 e trazia delícias como Live and Let Die (de Paul McCartney) e Rock and Roll Lullaby.

Depois, teve uma versão ao vivo. E agora teremos um novo repertório “para crianças de todas as idades”. Pela prévia, que mostra Palco, de Gilberto Gil, já dá para abrir um sorriso e ficar na expectativa.

 

                Ê, Gene Simmons!

A gente pode desconfiar de que um sujeito nada bobo como Gene Simmons não dê pondo sem nó, não pode? Depois de anunciar que estava iniciando o processo para patentear o famoso símbolo “dos chifres” feitos pelas mãos de todos os fãs de Heavy Metal, dá até para entender que ele tenha dado de ombros ao não conseguir seu intento.

Em uma entrevista, ele simplesmente disse que pode fazer o que bem entender, basicamente porque é famoso e rico. Tão rico que não precisa se importar com nada. Então, a gente pode acreditar que é só marketing?

 

                Unplugged confirmado!

Pois é, a notícia parece ter ido além do boato: o formato Unplugged, sucesso da MTV nos anos 90, deve retornar já agora em setembro.

Apesar do primeiro convidado ainda não ter sido confirmado oficialmente, tudo indica que será Shawn Mendes. Ou seja, já podemos tirar nossas próprias conclusões. Todos os nomes que frequentam as premiações da MTV acabarão fazendo seus programinhas acústicos na emissora. Talvez com uma ou outra atração mais rock para dar um tempero na listinha. Mas o reino será, mais uma vez, do pop. Que tédio…

Chega de ódio! Os protestos encabeçados pela extrema direita norte-americana (e vamos mais uma vez dizer que ela precisa ser chamada pela nomenclatura correta, neonazi) estão causando reações necessárias por
Conteúdo exclusivo para assinantes

Para ler todas as notícias, assine agora!

Oferta especial para você ficar
bem informado SEM LIMITES

Menos de

R$ 0,35
ao dia
R$ 9,90 ao mês