Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Fábrica Renaux: após pagamento dos trabalhadores, instituições começam a cobrar dívidas

Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Fábrica Renaux: após pagamento dos trabalhadores, instituições começam a cobrar dívidas

Página 3

Apesar da maior parte dos credores trabalhistas da Fábrica de Tecidos Carlos Renaux já terem sido pagos, após a alienação de boa parte do patrimônio da fábrica, falida desde 2013, começa a fase de pagamentos dos demais credores da Renaux.

Ainda estão, no entanto, na fase de discussão dos valores. Um dos primeiros a pedir a liberação de seus créditos foi o banco Bradesco, o qual já tem parecer favorável para receber quase R$ 20 milhões.

Leia também:
Governo pretende criar 90 novas vagas na UPA de Brusque

Família brusquense luta para superar dificuldades com bebê que possui doença rara

Ao banco tinha sido assegurado, como garantia de seus créditos, um imóvel avaliado em R$ 34,3 milhões.

Acontece que este imóvel foi vendido em conjunto ao restante do patrimônio imobiliário no processo de falência da fábrica, arrematado por R$ 37 milhões, o que corresponde a pouco mais de 52% do valor de avaliação, de R$ 70 milhões.

Com isso, o Ministério Público fez parecer no sentido de que o Bradesco receba também 52% do valor do imóvel dado em garantia, chegando-se à quantia de R$ 18 milhões. No entanto, ainda não há concordância de todas as partes sobre os valores a serem pagos.

Leia também:
Motoristas de táxi e da Uber pedem regulamentação de suas atividades

Escolas de Brusque aproveitam Copa do Mundo nas atividades em sala de aula 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio