Falta de efetivo nos Correios gera reclamações em Botuverá

Hoje apenas uma funcionária atende a população; horário de atendimento ao público é de apenas três horas

Falta de efetivo nos Correios gera reclamações em Botuverá

Hoje apenas uma funcionária atende a população; horário de atendimento ao público é de apenas três horas

Há pelo menos 60 dias Botuverá sofre com a falta de efetivo nos Correios. Atualmente, uma funcionária atende a população em horário reduzido – são apenas três horas. O fato está gerando reclamações por parte dos moradores, que ficam horas na fila muitas vezes para receber uma correspondência.

A doméstica Vanessa Martins, do Águas Negras, conta que diversas vezes o horário de atendimento foi modificado sem que o órgão comunicasse a comunidade. O problema existe porque os Correios não entregam as correspondências no endereço dos cidadãos – exceto as residências do Centro -,o que os obriga a irem no local. Ela, que trabalha em Brusque, afirma que “não pode perder um dia de serviço para ir no Correio e encontrar as portas fechadas”.

Segundo Vanessa, foi preciso enfrentar fila no banco para poder pagar a fatura do seu cartão, já que às vezes que foi no Correio, o lugar estava fechado e não pode pegar a correspondência.

Devido à situação, mais de 20 empresários do Núcleo Empresarial de Botuverá se reuniram na semana passada para cobrar uma resposta dos Correios. A entidade, inclusive, encaminhou um ofício para a regional em São José (SC) cobrando aumento do efetivo. Antes disso, os próprios empresários já haviam telefonado para o 0800 da instituição cobrando uma explicação.

O coordenador do núcleo, Eduardo Barni, diz que antes dois funcionários trabalhavam no órgão: um que realizava a entrega de correspondências no Centro da cidade e outro que atendia o público. Porém, um dos colaboradores foi transferido para outro município. A justificativa é redução de custos. “Está um caos, é um desrespeito com cidadão, principalmente os do interior que ficam horas na fila para receber uma carta”.

Barni afirma que o núcleo espera que pelo menos retorne o segundo funcionário que atuava em Botuverá, já que a funcionária que está hoje, mesmo se “desdobrando” para atender a população, não consegue atender todos e evitar filas. “O ideal seria três colaboradores, mas se voltar o que foi transferido já melhora o atendimento”.

Resposta dos Correios

Os Correios, por meio da Assessoria de Comunicação de Santa Catarina, esclarece que houve a redução de um empregado da unidade, que foi transferido para Guabiruba. Por conta da mudança de efetivo, o horário de atendimento na agência foi alterado para o período matutino – das 9h30 às 12h30. Durante à tarde, a atendente do órgão realiza as entregas nas ruas do Centro de Botuverá.

A assessoria informa ainda que a alteração no horário de atendimento gerou, de fato, fila em determinados períodos do mês (dia de pagamento, por exemplo), no entanto, a prestação dos serviços aos clientes no guichê segue normalizada. Além disso, não há atrasos nas entregas efetuadas pelos Correios na região.

A assessoria não comunicou se há previsão de contratação de outro funcionário.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio