Falta de manutenção preventiva é a principal causa de incêndio em veículos em Brusque

Em outubro, Corpo de Bombeiros atendeu quatro ocorrências deste tipo em quatro dias

Falta de manutenção preventiva é a principal causa de incêndio em veículos em Brusque

Em outubro, Corpo de Bombeiros atendeu quatro ocorrências deste tipo em quatro dias

Em quatro dias, o Corpo de Bombeiros de Brusque atendeu quatro ocorrências de incêndio em veículos. O primeiro caso dessa sequência aconteceu no dia 21 de outubro, quando o motor de um VW Santana pegou fogo no Centro de Brusque. No dia seguinte, o motor de uma Saveiro incendiou no bairro Paquetá.

A terceira ocorrência deste tipo aconteceu no dia 23 de outubro, no Santa Rita, quando um Fiat Uno teve o motor destruído pelo fogo. O último caso foi registrado no dia 24, quando um Del Rey pegou fogo no bairro Santa Luzia.

Felizmente, ninguém se feriu e os danos foram apenas materiais. Entretanto, essa sequência de casos chama a atenção para a importância da manutenção preventiva, principalmente em veículos com maior tempo de uso.

Veja também:
Venezuelanos são contratados por duas empresas de Brusque 

Conheça as doenças que mais mataram em Brusque nos últimos cinco anos 

Atletas da Abel trazem ouro e bronze da principal competição de base do voleibol 

O mecânico Silvio Fischer, da Mecânica Aires Fischer, diz que cheiro forte de combustível no carro é um indicativo de que algo está errado e pode gerar fogo no motor. “Pode ser vazamento gerado por uma mangueira que rompeu. Odor de combustível forte é importante levar o carro no mecânico de confiança o mais rápido possível”, diz.

O mecânico Gerson dos Santos, da Mecânica Kohler, ressalta também que instalações mal feitas, como de gás ou até mesmo som, podem deixar algum fio exposto, que pode gerar faísca e ocasionar um incêndio. “Geralmente isso acontece em carros mais antigos. Quando um carro novo pega fogo é porque já não tem mais algum componente original, mas é muito difícil.”

Os dois mecânicos destacam a importância da manutenção correta do veículo. “Manter as revisões periódicas em dia, a cada seis meses ou conforme o manual podem evitar muito transtorno”, destaca Fischer.

Veja também:
Joel Santana vem a Brusque para lançamento de livro

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

Procon fiscaliza lojas de Blumenau para evitar fraude na Black Friday

O comandante do Corpo de Bombeiros de Brusque, tenente Jacson Luiz de Souza, afirma que os casos foram prováveis coincidências, já que o órgão não realiza investigação desse tipo de ocorrência.

Ele diz que é importante manter o extintor do veículo sempre em condições de uso, pois pode evitar que o fogo se alastre e danifique ainda mais o carro.

O tenente também orienta que caso o motorista perceba algo incomum no veículo, pare imediatamente e evite abrir o capô de forma abrupta. “O fogo precisa de oxigênio para sobreviver, então abrir o capô rápido, pode agravar a situação.”

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio