Faltando cinco dias para eleição, Brusque não tem candidatos à presidente

Atual diretoria não quer reeleição; conselheiros e dirigentes buscam nome nos bastidores

Faltando cinco dias para eleição, Brusque não tem candidatos à presidente

Atual diretoria não quer reeleição; conselheiros e dirigentes buscam nome nos bastidores

O futuro da administração do Brusque Futebol Clube é incerto. No próximo dia 5, terça-feira, o conselho deliberativo realiza a eleição, tanto do próprio conselho quanto da diretoria executiva, mas até o momento não há chapas inscritas ou pessoas interessadas em assumir o quadricolor para o biênio 2018 / 2019.

Presidente do clube desde 2008 – com apenas uma interrupção, em 2012 – Danilo Rezini já se posicionou: não será candidato neste pleito. Nos bastidores, Rezini e os atuais conselheiros buscam nomes que possam presidir o Bruscão pelo menos nos próximos dois anos.

Opção de Danilo
Em sua gestão que durou nove anos, Rezini conquistou quatro títulos e amargou duas quedas para a Série B estadual. Nas últimas temporadas, no entanto, a gestão do clube voltou a consolidar o clube entre os principais times do futebol estadual, inclusive participando de competições nacionais.

Com isso, a cobrança por um time cada vez mais competitivo tornou-se rotina por parte da torcida. Os custos do próprio futebol também aumentaram com o passar dos anos, enquanto a receita do Brusque não acompanhou esse novo cenário. Motivos para que Rezini optasse por não concorrer no pleito.

“O clube cresceu muito em todos os aspectos, e precisa agora de uma administração mais profissional. Para falar a verdade, neste ano, estávamos fazendo o dobro de despesas em comparação com a nossa receita”, diz Rezini.

Contudo, ele diz que segue buscando pessoas que queiram assumir o clube. “Na própria reunião deste ano com os patrocinadores nós sondamos nomes de pessoas que poderiam ter essa posição, mas por enquanto todas as respostas foram negativas. Darei todo o meu apoio para a chapa que se candidatar”.

Rezini afirmou também que o elenco para o Campeonato Catarinense estará devidamente apresentado antes de deixar a presidência, ainda na primeira quinzena de dezembro.

A votação
No dia 5 de dezembro, os atuais conselheiros se reúnem e realizam a votação. São cerca de 30 pessoas. Primeiramente eles elegem os novos conselheiros para o biênio 2018 / 2019. Estes novos membros do conselho elegem a mesa diretora do grupo, com presidente, vice-presidente e secretário.

As chapas podem se inscrever até 24 horas antes da eleição. Se nenhuma for inscrita, a atual diretoria cumpre o mandato até, no máximo, 15 de dezembro, e depois disso o novo presidente eleito do conselho assume também a executiva do clube.

Aí, a cada 30 dias, são realizadas novas eleições em busca de uma diretoria oficial. “A gente começa a ficar preocupado, porque o prazo é curto, mas acredito que até o dia da eleição possamos contar com pelo menos uma chapa inscrita”, diz Célio Francisco de Camargo, atual presidente do conselho deliberativo.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio