Família brusquense participa do quadro “Comprar é bom, levar é melhor”, do Domingo Legal

Gravação foi exibida neste domingo, 18, no SBT

Família brusquense participa do quadro “Comprar é bom, levar é melhor”, do Domingo Legal

Gravação foi exibida neste domingo, 18, no SBT

A família Klann participou neste domingo, 18, do “Comprar é bom, levar é melhor”, do programa Domingo Legal, do SBT. A produção é realizada em parceria com a Havan.

As gravações aconteceram durante três horas de uma terça-feira à tarde, na loja de Brusque. “Eles explicaram pra gente como funcionava, falaram que podíamos nos emocionar, chorar, berrar. É bem espontâneo, não tem pressão”, revela Sara Maeli Klann.

Saiba como se inscrever para o quadro

A ideia surgiu da Sara, que inscreveu o esposo, Alexandre Klann; a cunhada, Alessandra Klann Santos; e o cunhado, Thiago Santos; sem contar nada para eles. Ela tenta participar do programa desde julho do ano passado. Na primeira edição do quadro, Sara conta que a família Klann foi escolhida para participar da seleção, mas não passou pela fase de entrevistas.

Eles foram chamados novamente quando surgiu a seleção para segunda edição do programa. Quando Sara atendeu o telefone e descobriu que passariam pelas entrevistas, não conseguiu acreditar. A família participou de uma reunião com a produção do programa, na qual foram questionados sobre a história de vida deles e porque eles mereciam participar do quadro.

Na entrevista para seleção, Sara explicou que durante a adolescência teve um cisto ósseo aneurismático na perna direita e quase amputou o membro. Devido à insistência da família, foram procurados novos médicos que diagnosticaram o tumor como benigno. Depois de sete anos e dois meses e duas cirurgias na perna, Sara conseguiu superar a doença.

A surpresa
Sara conta que depois dessa reunião, a equipe ligou para ela chamando a família para comparecer na Havan no dia 17 de fevereiro. “A gente foi meio desanimado, pensando que era mais uma seleção”. Alessandra explica que ao chegarem no local das gravações, foi entregue um envelope para Sara, que ficou responsável por ler e descobrir que a família participaria do quadro.

“Quando chegamos lá, descobrimos que eramos uma das famílias selecionas. Foi um choro danado”, relembra Sara. A família brusquense ficou muito emocionada por ser uma das selecionadas. “Eu nasci aqui e acompanhei o crescimento das lojas Havan. Jamais imaginaria que aconteceria isso comigo. É uma felicidade imensa”, conta Alessandra.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio