Fenômeno que atingiu Presidente Getúlio foi uma microexplosão, diz Defesa Civil

Município foi atingido na terça-feira, 12, e resultou em casas destelhadas e vários animais mortos

Fenômeno que atingiu Presidente Getúlio foi uma microexplosão, diz Defesa Civil

Município foi atingido na terça-feira, 12, e resultou em casas destelhadas e vários animais mortos

Um vendaval causou estragos em Presidente Getúlio, no Alto Vale do Itajaí, na tarde de terça-feira, 12. O fenômeno atingiu principalmente a área rural, destruindo plantações e construções ligadas à agricultura. Casas foram destelhadas e animais morreram. Não há registro de feridos.

Segundo a Defesa Civil de Santa Catarina, o fenômeno foi uma microexplosão, com ventos de velocidade superior a 150 km/h. Na imagem do radar meteorológico de Lontras, é possível visualizar as áreas nas cores “laranja e vermelho”, que representam a presença das nuvens onde se desenvolveu a microexplosão.

Microexplosões estão associadas a rajadas de ventos intensos com danos significativos, como corte de árvores e arremesso de objetos. São fenômenos que em poucos minutos se intensificam e se desfazem, causando grandes estragos e atingindo uma área muito restrita, como bairros dentro de um município.

Enquanto o tornado apresenta ventos extremamente fortes em forma de redemoinho (nuvem funil), na microexplosão os ventos intensos deslocam-se da nuvem em direção ao solo em linha reta, em um corredor de vento (sem redemoinho).

Dessa forma, os estragos em uma área de vegetação serão bem diferenciados, o que permite uma caracterização do fenômeno.