Flamengo cresce, mas Timão segura empate na rodada do Brasileirão

Partida foi dividida em um momento para cada equipe na Arena Corinthians

Flamengo cresce, mas Timão segura empate na rodada do Brasileirão

Partida foi dividida em um momento para cada equipe na Arena Corinthians

Saiu barato para o Timão o empate com o Flamengo na Arena Corinthians. Em partida válida pelo Brasileirão, os líderes vacilaram principalmente no segundo tempo e deixaram o rubro-negro jogar à vontade, sendo que por pouco não saíram com a primeira derrota no campeonato.

Mesmo assim, o Corinthians segue na liderança isolada da competição, enquanto o Fla perdeu uma posição na tabela, saindo do G-4 e terminando na quinta colocação. A partida foi marcada também por erro grosseiro de arbitragem em gol mal anulado, a favor do Corinthians.

Dois gols para valer um
A pressão corintiana na Arena se agigantou para cima do Flamengo. Empurrado pelo ‘bando de loucos’, o Timão sufocou o rubro-negro na etapa inicial da partida. O resultado disso foi um gol mal anulado aos 12 minutos de partida. Rodriguinho achou Maycon que cruzou para Jô, bem atrás da linha da bola, balançar a rede. Porém o assistente ergueu a bandeira e, com erro, o gol foi impedido.

O fato não abalou o líder do campeonato, que seguiu martelando na procura de abrir o placar. Aos 21 minutos, o incansável Jô conseguiu, de vez, soltar o grito da massa alvinegra. O zagueiro Balbuena foi carregando a bola, enxergou bem o camisa 7 e deu passe de longa distância. Na velocidade, o atacante venceu a defesa rubro-negra, protegeu e bateu na diagonal. O estreante Diego Alves pulou tarde e só encontrou a bola no fundo do barbante.

Cresce o Fla!
O Corinthians parecia não ter voltado do vestiário. O crescimento do Flamengo na segunda etapa da partida foi notório. Cássio precisou operar um milagre aos 11 minutos, na cabeçada de Juan que ele tirou. Mas, aos 25, nem Cássio conseguiu conter o ímpeto rubro-negro. Um herói improvável surgiu. Réver, dentro da área, conseguiu marcar um gol de placa na Arena. Pará cobrou o escanteio, Juan escorou e o zagueiro, de voleio, colocou ela lá dentro.

Na sequência, Diego perdeu um gol incrível. Na tabela entre Berrio e Guerrero, a bola chegou para Arão que rolou com açúcar e afeto ao meia. Porém, mesmo com o gol aberto, ele mandou por cima. Aos 43, quase a virada do Fla! Márcio Araújo cruzou da esquerda e Pedro Henrique tentou cortar, mas a bola acertou o travessão do próprio patrimônio. Por fim, a torcida corintiana precisou comemorar muito o ponto e a invencibilidade mantida na Arena.

Coritiba 0x2 Atlético-MG
O Coritiba voltou a perder em casa e corre sério risco de rebaixamento nessa edição do campeonato. Já são quatro derrotas nas últimas quatro partidas. Fábio Santos abriu o placar aos 12 do primeiro tempo, de pênalti. Em novo penal, aos 25, Cazares cobrou e Wilson defendeu. Rafael Moura marcou o segundo e último gol da partida aos 27 do segundo tempo.

Bahia 1×3 Sport
O Sport cravou a bandeira rubro-negra no G-6 do Brasileirão após nova vitória. Dessa vez, clássico nordestino o qual o Leão se saiu melhor. Everton Felipe abriu para os visitantes, mas Rodrigão empatou no segundo tempo. Os gols da vitória foram de Ronaldo Alves e Lenis, ambos no segundo tempo. Com a derrota, o Bahia se aproxima da zona de rebaixamento.

Chapecoense 1×2 Atlético-GO
Difícil de compreender o que aconteceu com a Chape na manhã de domingo. O time levou uma virada do lanterna da competição, que vai tão mal no Brasileirão que, mesmo com a vitória, não deixou a última posição. Quem começou vencendo foi o Verdão, com gol de Luiz Otávio aos 39 do primeiro tempo. Diego Rosa empatou tudo aos 22 do segundo tempo, e aos 38 o zagueiro Gilvan colocou números finais na partida, decretando a vitória do Dragão.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio