Flamengo fica no empate com o Cruzeiro no Mineirão

Resultado foi ruim para os dois times na classificação do Brasileirão

Flamengo fica no empate com o Cruzeiro no Mineirão

Resultado foi ruim para os dois times na classificação do Brasileirão

O empate do Corinthians no sábado, 15, colocou pressão sobre os times que estavam logo atrás, para que eles reduzissem a distância para o líder. O Flamengo, em terceiro lugar, enfrentou o Cruzeiro dentro do Mineirão lotado no domingo, 16, mas perdeu a oportunidade de encurtar essa distância para o primeiro colocado, pois apenas empatou com a Raposa.

A partida, válida pela 14ª rodada do Brasileirão, foi marcada por três fatos principais: equilíbrio, a boa atuação de Everton e a mão do técnico Mano Menezes. O primeiro tempo foi bastante equilibrado.

Foram poucas oportunidades claras de gol. A primeira foi do Flamengo, quando o goleiro Fabio quase soltou a bola nos pés do atacante Guerrero. Os números finais da etapa mostram que em 63% do tempo a bola ficou nos pés do Rubro-Negro, mas isso não se refletiu em chances de gol.

Etapa de gols
Na volta do intervalo, o Cruzeiro apareceu melhor e foi para cima diante da sua torcida. No entanto, a Raposa levou um balde de água fria com o gol do Flamengo logo aos 8 minutos. Rodinei cruzou para Everton, que só escorou e correu para o abraço.

Everton foi o destaque da partida, mais uma vez. O meio-campista se apresentou para as jogadas e foi o mais presente nas ações da partida. O gol coroou a boa atuação que teve no Mineirão.

Mas a vantagem do Rubro-Negro carioca durou pouco tempo. O técnico Mano Menezes colocou o atacante Sassá, ex-Botafogo, no lugar de Élber. A mexida foi cirúrgica, pois no primeiro toque na bola, aos 14 minutos, o ex-Fogão bateu na saída do goleiro para empatar o marcador.

O mesmo Sassá teve boa chance na parte final do jogo, contudo, foi fominha e não passou para Rafael Sóbis, aos 27 minutos. Depois, a partida foi de posse de bola, mas sem boas oportunidades de ampliar o marcador por parte dos dois times.

O empate é ruim para as duas equipes, pois o Flamengo está em quarto e foi ultrapassado pelo Santos. O Cruzeiro, na briga para entrar no G6 – que dá vaga para a fase classificatória para a Libertadores -, também perdeu a oportunidade de melhorar a sua posição em relação ao Sport ou até mesmo de se aproximar do G4, que garante vaga direta à competição cotinental.

Palmeiras 4×2 Vitória
Depois de perder em casa para o Corinthians, o Palmeiras conseguiu, pelo menos, dar um alento para a sua torcida. Com gols de Roger Guedes, Mayke e Dudu, duas vezes, o Alviverde bateu o Vitória e complicou os baianos na briga contra o rebaixamento. Distante do líder, o objetivo do clube paulista é chegar ao G6.

Grêmio 3×1 Ponte Preta
O Tricolor Gaúcho não titubeou e aproveitou a oportunidade que lhe foi dada com o empate do Corinthians no sábado, 15, e diminuiu a distância para o líder. Em casa, no domingo, 16, a equipe gaúcha ganhou da Ponte por 3 a 1. Detalhe para o fato de que o Grêmio marcou todos os gols da partida, pois o único tento pontepretano foi um tiro contra a própria meta do zagueiro Rafael Thyere. Os gols a favor foram marcos Lucas Barrios, duas vezes, e Everton.

Vasco 0x0 Santos
As duas equipes alvinegras fizeram um jogo ruim no estádio Nilton Santos, neste domingo, 16. O jogo ocorreu com os portões fechados devido à punição contra o Vasco após a briga que ocorreu em São Januário anteriormente. Dentro de campo, pouco foi feito. O Santos teve Daniel Guedes expulso aos 38 do segundo tempo, mas o Gigante da Colina não soube aproveitar a vantagem numérica. Apesar do empate, o Santos está em terceiro lugar, pois o Flamengo apenas empatou.


SÉRIE B
Inter perde de novo

Mais rico e tradicional do que os rivais do Brasileiro da Série B, o Internacional não tem conseguido impor em campo a sua história. No sábado, 15, em Alagoas, a equipe perdeu para o CRB por 2 a 0 e viu situação ficar ainda mais complicada.

Com apenas 50% de aproveitamento dos pontos, o Inter caiu para o sétimo lugar e já está a cinco pontos de distância do líder, o Guarani. A pressão sobre o técnico Guto Ferreira cresce a cada derrota e o clima dentro do vestiário tem ficado mais tenso. A diretoria está em busca de reforços.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio