Fogo simbólico do 57º Jogos Abertos de Santa Catarina é aceso em Brusque

Cerimônia foi realizada na Sociedade Esportiva Bandeirante, local onde a competição começou, em 1960

Fogo simbólico do 57º Jogos Abertos de Santa Catarina é aceso em Brusque

Cerimônia foi realizada na Sociedade Esportiva Bandeirante, local onde a competição começou, em 1960

O fogo simbólico dos Jogos Abertos de Santa Catarina  (Jasc) foi aceso na noite desta quinta-feira, 19, na Sociedade Esportiva Bandeirante, em uma cerimônia que reuniu autoridades, comissão organizadora, atletas e ex-atletas.

O acendimento do fogo simbólico dos Jasc acontece todos os anos em Brusque, já que foi aqui, que em 1960, aconteceu a primeira edição da competição, idealizada por Arthur Schlösser.

Também foi em Brusque, nas dependências do Bandeirante, que em 1986 a competição teve o acendimento do fogo pela primeira vez, inspirado nos Jogos Olímpicos. A partir de então, todas edições do Jasc têm seu início com o acendimento do fogo no berço da competição.

Neste ano, a cidade sede dos Jasc será Lages, na Serra Catarinense. Como é tradição, o vice-prefeito do município e coordenador da comissão organizadora, Juliano Polese, recebeu a tocha com o fogo simbólico das mãos do prefeito de Brusque, Jonas Paegle.

Novos Jasc
Como a competição não foi realizada no ano passado devido aos estragos de um temporal na cidade-sede, Tubarão, esta edição está sendo considerada como o início de um novo tempo no evento.

O presidente da Fesporte, Erivaldo Caetano, o Vadinho, destacou o papel da iniciativa privada na realização dos Jogos Abertos. “Temos que tirar das costas do poder público o peso da realização de eventos como este”.

A rede de lojas Havan e a Unifique são as patrocinadoras oficiais do evento. O diretor-presidente da Havan, o brusquense Luciano Hang, destacou a importância de apoiar o esporte. “Quando recebi o convite para participar dos Jogos Abertos aceitei na hora. Não poderia deixar de participar porque foi aqui que tudo começou”, diz. “Vejo que temos obrigação de contribuir”, completa.

Ao lado do diretor da Unifique, Jair Francisco, Hang recebeu uma homenagem da comissão organizadora do evento.

O presidente da Fesporte também destacou a importância de manter a tradição do acendimento do fogo em Brusque. “É uma honra poder estar aqui em Brusque, no Bandeirante, onde tudo isso começou. Assumo aqui um compromisso, esse fogo jamais vai acabar. Brusque e a Fesporte não vão deixar”.

Homenagens
Antes do acendimento do fogo, ex-atletas e pessoas que contribuíram de forma significativa para o desenvolvimento da competição foram homenageados: Vinicios José Bado, o Badão, Osni César Mueller, Zurico Frota, Orlando Francisco Mueller, o Pipoca, Rudi José Nodali, Ruth Mosimann Hoffman, Rubens Facchini – co-fundador da competição, falecido em 2014 – representado por seus filhos, Mônica e Fernando Facchini, e por fim, Arthur Schlösser, o pai dos Jogos Abertos de Santa Catarina – falecido em 1969 -, que foi representado por sua neta Eugênia Regina Schlösser Niebuhr Loss.

Momento de emoção
O acendimento do fogo simbólico dos Jasc foi um momento de muita emoção. A tocha e o carvão usado para acender o fogo foram conduzidos por bailarinas que, com um sopro, acenderam o fogo. A tocha foi entregue à neta de Arthur Schlösser, que a entregou para o prefeito Jonas Paegle, que por fim, a passou para o vice-prefeito de Lages, Juliano Polese. Em seguida, juntos, eles acenderam a pira dos Jasc.

O vice-prefeito da cidade-sede, então, entregou a tocha para os atletas e ex-atletas lageanos que terão a missão de conduzi-la. Flávia Andreaza, André Andreaza, Jamar e Bicão fizeram o revezamento do fogo e, agora, a tocha passará por diversos pontos turísticos do estado até chegar à Lages no dia 30 de outubro, onde ficará exposta na praça central da cidade e, de lá, será levada ao ginásio no dia 3 de novembro, para a abertura oficial do evento que vai até o dia 11 de novembro.

“Esta é a quarta vez que Lages vai sediar os Jasc. Já temos um know-how e está quase tudo preparado para receber as competições. Tenho certeza que esta será a melhor edição de todas”, diz o vice-prefeito.


Doação de bolas

Mais cedo, a rede de lojas Havan entregou cinco mil bolas de várias modalidades para diversos municípios catarinenses.

A solenidade aconteceu na Escola de Educação Básica João XXIII, em Brusque, e faz parte das ações dos Jogos Abertos de Santa Catarina.

Somente na região, foram distribuídas 300 bolas. De acordo com diretor-presidente da Havan, Luciano Hang, a doação é uma forma de incentivo à prática esportiva.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio