Funcionários da Benefios ameaçam paralisar atividades caso não recebam

Desde 2013 recebendo salários atrasados, trabalhadores deram prazo para a regularização

Funcionários da Benefios ameaçam paralisar atividades caso não recebam

Desde 2013 recebendo salários atrasados, trabalhadores deram prazo para a regularização

Em assembleia realizada domingo, 28, pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Fiação de Brusque e região (Sintrafite), os cerca de 150 colaboradores da Benefios Reciclagem Têxtil Ltda decidiram estabelecer prazo para a regularização dos salários atrasados. Desde 2013, os trabalhadores recebem os honorários em valores parcelados e depois do quinto dia útil do mês – data limite estabelecida em lei.

Em abril daquele ano, o Sintrafite denunciou a empresa ao Ministério do Trabalho. Após o ato, em uma reunião entre uma comissão de funcionários e o sindicato, a Benefios se comprometeu a quitar os salários até o dia 15 de cada mês.

Os trabalhadores concordaram com a data mesmo fora do prazo da lei, no entanto, meses depois os atrasos continuaram.

É o que afirma o presidente do Sintrafite, Anibal Boettger. “Os colaboradores deram um voto de confiança à empresa, mas ela infelizmente não cumpriu e este ano a situação piorou. Na semana passada, alguns colaboradores interromperam os trabalhos, mas ao saber da situação nós fomos até o local e marcamos a assembleia para fazer as reinvindicações de forma organizada e para dar um prazo final a Benefios”, diz.

A empresa tem até 10 de outubro para colocar em dia os salários referentes a setembro, do contrário, os colaboradores paralisarão as atividades a partir das 5h do dia seguinte. Segundo Boettger, a data firmada na assembleia foi repassada na manhã de ontem a Benefios e também será levada ao Ministério do Trabalho.
“Os funcionários são muito prejudicados, porque não conseguem pagar as contas em dia. Eles precisam sustentar as famílias, pagar aluguel, luz, água. No comércio, inclusive, acabam sendo taxados como caloteiros, quando na verdade a culpa é da empresa. Essa situação precisa acabar”, diz.

Em nota, a Benefios afirma que trabalha para cumprir com todas as obrigações, inclusive relacionadas a geração de empregos e tributos. Contudo, passa por dificuldades financeiras e, em relação a isso, ajuizou pedido de recuperação judicial. “Sempre foi prioridade da empresa o pagamento dos salários dos seus empregados. Assim, apesar das dificuldades que momentaneamente enfrenta, esclarece que continuará aplicando seus maiores esforços para fazer o pagamento do salário na data reivindicada”, finaliza a nota.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio