Fundema busca responsáveis por manchas escuras no rio Itajaí-Mirim

Instituição trabalha junto ao Samae na fiscalização de dois vazamentos ou descartes

Fundema busca responsáveis por manchas escuras no rio Itajaí-Mirim

Instituição trabalha junto ao Samae na fiscalização de dois vazamentos ou descartes

A Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema) de Brusque esclareceu, por meio de nota, que busca soluções a respeito das manchas escuras que surgiram ao longo das últimas semanas no rio Itajaí-Mirim. A instituição trabalha desde sexta-feira, 13, junto ao Samae na fiscalização de dois vazamentos ou descartes de efluentes industriais, provavelmente oriundos de tinturaria ou lavanderia.

A primeira ocorrência foi no bairro Dom Joaquim, antes da captação de água do Samae e provocou interrupção na coleta de água do município. Por este motivo o Serviço Municipal de Água, Saneamento Básico e Infraestrutura (Semasa) de Itajaí também foi comunicado do ocorrido.

A segunda situação ocorreu nesta terça-feira, 17, próximo à Unifebe. Neste caso a Semasa foi comunicada novamente. A Fundema segue promovendo vistorias e coletas de amostras que possam auxiliar na identificação dos responsáveis, bem como, buscará mensurar os danos ambientais causados para promover repreensões adequadas a elevada gravidade da situação.

Segundo a nota, a Fundema, junto ao Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), mantém contínua fiscalização sobre as atividades potencialmente poluidoras e os descartes irregulares, que acontecem principalmente no período de chuvas e cheias, promovendo as notificações e autuações pertinentes.

“O problema dos descartes irregulares de efluentes industriais no rio Itajaí-Mirim, por condutas culposas e dolosas, é notoriamente de reincidência histórica e de dificílima fiscalização, entretanto, a Fundema segue buscando com afinco, no limite de suas forças de fiscalização, inibir (em atuação preventiva) e coibir (em atuação corretiva e punitiva) tal prática. Até que a valorização do rio alcance todos os setores da sociedade”, conclui a Fundema.

A Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema) de Brusque esclareceu, por meio de nota, que busca soluções a respeito das manchas escuras que surgiram ao longo das últimas semanas no
Conteúdo exclusivo para assinantes

Para ler todas as notícias, assine agora!

Oferta especial para você ficar
bem informado SEM LIMITES

Menos de

R$ 0,35
ao dia
R$ 9,90 ao mês
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio