Conteúdo exclusivo para assinantes
Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Gastos com folha de pagamento da prefeitura estão próximos a 53% da receita

Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Gastos com folha de pagamento da prefeitura estão próximos a 53% da receita

Página 3

Despesas com pessoal
A despesa total com pessoal da Prefeitura de Brusque, segundo relatório de gestão do 4º bimestre de 2017, foi de R$ 181,7 milhões nos últimos 12 meses. Na prática, o município aplicou 52,78% da receita líquida para bancar a folha de pagamento, o que está acima do limite prudencial de R$ 51,3% estipulado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), e próximo do limite máximo, que é de 54%.


Arquivamento
O secretário de Agricultura de Guabiruba, Moacir Boos, compareceu à tribuna da Câmara Municipal nesta terça-feira, 19, para dar explicações a respeito da denúncia contra ele apresentada alguns meses atrás, a respeito de supostas irregularidades em abatedouros de sua família. Na oportunidade, ele apresentou documentos aos vereadores que comprovam o arquivamento de todas as denúncias que foram feitas contra sua empresa de manipulação de proteína animal, por parte do Ministério Público, por não terem sido comprovadas irregularidades.


Dinheiro para Fenarreco
A Secretaria de Estado de Turismo liberou o repasse de R$ 150 mil reais para a 32ª Fenarreco, que acontece em Brusque entre os dias 5 a 15 de outubro. A verba deve ser utilizada até o próximo dia 5, para custear despesas com a organização da festa. O deputado estadual Serafim Venzon (PSDB), que reforçou o pedido para a liberação de recursos para o evento, ligou para o prefeito Jonas Paegle para comemorar a notícia. “Agora é necessário tomar as providências burocráticas para não perder prazos e os recursos”, alerta.


Banco do Brasil
Em resposta a ofício enviado pela Câmara de Brusque, a gerência do Banco do Brasil informa que não há planos ou intenção de ampliar o número de terminais de autoatendimento no município. Atualmente, são dez terminais espalhados pelo município, além das duas agências da instituição financeira, na avenida das Comunidades, no Centro, e na rua Sete de Setembro, no bairro Santa Rita.  


Mediação e arbitragem
Será realizado hoje, em Brusque, o VII Seminário de Conciliação, Mediação e Arbitragem de Santa Catarina. Com o tema “novos mercados e grandes desafios”, o seminário inicia às 7h, com o credenciamento, e encerra às 18h30, com seis palestras e painéis incluídos na programação. O evento será realizado no teatro do Centro Empresarial de Brusque. São esperadas mais de 500 participantes. Mais informações: www.fecema.org.br.


Recursos para Dom joaquim
O Hospital Dom Joaquim informa que recebeu R$ 200 mil em emenda parlamentar destinada pelo deputado federal Mauro Mariani (PMDB), recurso que será utilizado para aquisição de equipamentos e material. Além disso, aguarda-se a assinatura de convênio para o recebimento de outros R$ 150 mil, oriundos de emenda do deputado federal Rogério Mendonça, o Peninha (PMDB). Ainda tramita no Ministério da Saúde a liberação de emenda de R$ 400 mil, do deputado federal Cesar Souza (PSD), intermediada por Jones Bosio.


EDITORIAL

Um novo ciclo de crescimento

Nas últimas décadas o perfil econômico do mundo mudou. E continua mudando. As indústrias, que já foram grandes empregadores, serão cada vez menos relevantes para o número de postos de trabalho.

A inteligência artificial, automação e outros recursos tecnológicos que começam a se popularizar, fazem com que essa mudança se dê cada vez mais rapidamente e cada vez mais radicalmente.

Novas unidades fabris, mesmo as consideradas grandes, como as montadoras de automóveis, empregam uma fração da mão de obra que costumavam ocupar poucas décadas atrás.

Não se fala mais em milhares de empregos, mas em algumas centenas. E mesmo no conjunto de fábricas de uma indústria global, que mantém milhares de funcionários, o total de empregados no chão de fábrica tem diminuído.

Em Brusque temos exemplos concretos (e, em alguns casos, dolorosos), dessa transformação.

A realidade econômica que permitiu o surgimento das gigantes brusquenses da indústria não existe mais

Grandes indústrias, que empregavam muita gente e movimentavam a economia regional, acabaram falindo, vencidas pelo cenário desfavorável e pela concorrência externa.

Renaux e Schlösser, por exemplo, cujos prédios maltratados e abandonados lembram-nos diariamente dessa história triste, estão sendo adquiridas por empresas que cresceram e se consolidaram no setor de serviços, no comércio.

O fato desse grande patrimônio não voltar mais a ser ocupado por indústrias não deve, contudo, ser motivo de desânimo, ou desalento.

Aquela realidade econômica que permitiu o surgimento e o crescimento dessas gigantes brusquenses da indústria não existe mais. A realidade atual, contudo, não está sendo completamente desfavorável à cidade e à sua vocação de polo regional, com destaque estadual.

Uma nova “gigante” brusquense tratará de revitalizar o espaço antes ocupado pela Schlösser. Dotará a cidade de um ambiente importante para serviços, cultura e educação.

As estruturas de alguns dos grandes galpões industriais, como tem ocorrido em tantas grandes cidades do mundo, servirão para abrigar atividades econômicas diferentes daquelas para as quais foram inicialmente construídos, mas não menos relevantes para a vitalidade social e econômica da cidade.

E a disputa pelo legado imobiliário da Renaux também enche o município de boa expectativa.

Ambos contendores têm planos interessantes para aqueles espaços, tratando com respeito as principais estruturas, que fazem parte da paisagem urbana de Brusque e criando oportunidade para que empreendedores de várias estaturas ajudem a cidade a entrar num novo ciclo de movimentação da economia. Boas notícias, afinal, num ano tão marcado pela incerteza.

 

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio