Gincônsul chega ao fim após mais de um mês de atividades

Jornal Município Dia a Dia foi tema de quatro provas da gincana promovida pelo Colégio Cônsul Carlos Renaux

Gincônsul chega ao fim após mais de um mês de atividades

Jornal Município Dia a Dia foi tema de quatro provas da gincana promovida pelo Colégio Cônsul Carlos Renaux

Após um mês e meio de atividades, os alunos do Colégio Cônsul Carlos Renaux conhecem nesta sexta-feira, 12 de julho, a equipe vencedora da Gincônsul. O anúncio será feito a partir das 19 horas, na quadra de esportes, junto com a escolha do gato e gata do colégio. Cerca de 500 estudantes da 6ª série ao 3º ano do Ensino Médio participaram da 16ª edição da gincana divididos em quatro equipes. Antes de chegar ao resultado, os alunos passaram por etapas que envolveram passeio ciclístico, Festa Junina, Arrastão da Solidariedade e outras atividades recreativas. 

Galeria

O objetivo das provas é proporcionar a integração dos alunos e agregar valores. “Há muita coisa envolvida, o despertar de lideranças, por exemplo. Também há a questão da cidadania e respeito ao próximo. O mais importante é que além da disputa, existe a colaboração entre as equipes. Teve uma prova que os grupos precisavam utilizar materiais e aí os outros amigos ajudavam. Isso é integração”, diz o organizador da gincana e coordenador do departamento de Educação Física, Gerson Luis Morelli, o Keka
Provas

Na manhã de quinta-feira, 11 de julho, o ginásio de esportes se transformou em uma grande arena de competição que envolveu o Jornal Município Dia a Dia (MDD) em quatro provas. Em uma delas, os alunos precisaram encontrar palavras nas páginas do jornal. “O objetivo é estimular a leitura dos jovens. Eles vão precisar disso lá na frente”, explica Keka . As provas utilizando o MDD exigiram atenção, velocidade e trabalho em equipe. “Escolhemos o Jornal Município porque sabemos da circulação dele em Brusque e todos têm acesso”, conta. Para a segunda prova, os estudantes tiveram que montar um tapete de 45 metros com as edições. Na sequência, o terceiro desafiou exigiu cuidado. “Eles tiveram que caminhar sobre os jornais. É uma prova de velocidade. Eles vão passando o jornal de mão em mão e caminhando por cima sem rasgá-los”, explica. Por fim, os alunos fizeram a coleta das folhas. 
Participação

Nesta edição, o que mais o chamou a atenção do coordenador foi o número de roupas arrecadados pelos estudantes durante o Arrastão da Solidariedade. “Pra mim foi o ponto alto da gincana. Arredamos mais de 50 mil peças de roupa, cerca de quatro mil pares de calçados e mais de 600 cobertores”, conta. Para a estudante do 1º ano, Amanda Hochsprung Pavesi, da equipe Sparta, a competição deste ano foi diferente, já que os alunos do ensino médio têm mais responsabilidades com a liderança das equipes. “Até ano passado tínhamos que obedecer, agora ficou mais legal. Tudo mais dinâmico. O que eu mais gostei foi do passeio ciclístico”, conta. Participando pela última vez da gincana, a aluna do 3º ano, Elika Luisa Kohler, 16 anos, já começa a sentir falta do evento. “Temos que dar o máximo e tentar chegar a vitória. Vai deixar muita saudade. Para mim esse ano foi o melhor, espero que a gente ganhe”, diz Elika.  
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio