Governador avalia possibilidade de decretar emergência em Santa Catarina

Defesa Civil contabilizou cerca de 4 mil desalojados ou desabrigados no Estado

Governador avalia possibilidade de decretar emergência em Santa Catarina

Defesa Civil contabilizou cerca de 4 mil desalojados ou desabrigados no Estado

O governador Raimundo Colombo disse, neste domingo, dia 22 de setembro, que o Governo do Estado estuda a possibilidade de decretar situação de emergência em Santa Catarina. A decisão depende da intensidade da chuva nas próximas horas.

Até a tarde deste domingo, eram cerca de 4 mil desalojados ou desabrigados em todo o Estado. “Duas regiões nos preocupam mais neste momento, o Vale do Itajaí e a região Norte, onde a previsão indica que a chuva deve aumentar nas próximas horas. Em Joinville, três rios já transbordaram e novas áreas de alagamentos deverão ser registradas ao anoitecer”, disse Colombo.

Colombo destacou que a maior preocupação neste momento é proteger as pessoas. “Por isso trabalhamos com medidas preventivas e com um monitoramento eficiente. Isso nos permitiu esvaziar as barragens, retirar as pessoas da área de risco e encaminhá-las para abrigos antes que fossem atingidas pela água. A população tem dado uma resposta boa aos alertas da meteorologia, confiando nas informações da Defesa Civil”, observou.

O secretário adjunto da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, disse que já existem 51 cidades atingidas pela chuva em todo o Estado: Blumenau, Indaial, Rio do Sul, Taió, Brusque e Benedito Novo. Estão com cota de Alerta: Apiúna, Ituporanga, Rio do Oeste, Gaspar. Em Itajaí há risco de alagamento devido a maré alta.

Em Joaçaba, o Rio do Peixe está com risco de inundações. Devido à possibilidade de chuva moderada à forte, há risco de alagamentos nas áreas com drenagem deficiente, especialmente nas regiões costeiras mais vulneráveis aos efeitos da maré.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio