Conteúdo exclusivo para assinantes
Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Governo Colombo comemora cumprimento de promessas, mas área da Saúde deixa a desejar

Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Governo Colombo comemora cumprimento de promessas, mas área da Saúde deixa a desejar

olho “Um obrigado, um bom dia, uma discussão a menos no trânsito, um sorriso...”

Página 3

Promessas de campanha
A assessoria de imprensa do governo do estado informa, em tom de celebração, que o governador Raimundo Colombo ocupa a terceira posição no ranking dos governadores que mais cumpriram as promessas feitas na campanha eleitoral de 2014 registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo o governo, que toma como base levantamento feito pelo site G1, Colombo já realizou cerca de 82,60% dos compromissos assumidos durante o pleito de 2014.

Avaliação de Colombo
O governador comentou a informação, em nota enviada pela assessoria. “Este levantamento mostra que Santa Catarina enfrentou com sucesso a crise e isso é muito bom. O ano de 2017 foi difícil, com muitos desafios, mas a nossa equipe, a sociedade catarinense, o setor privado e as prefeituras cumpriram bem o seu dever”, disse Colombo.

Exemplos citados
Entre as promessas cumpridas por Colombo está a criação de um programa específico para empresas de médio porte, ajudando-as a aumentar sua competitividade no mercado nacional e internacional; o aumento do volume de recursos disponíveis pelo Cartão na Escola, que é entregue aos diretores para pequenas despesas; e a ampliação do sistema de internet banda larga para todas as escolas da rede estadual. Dentre os governadores, o primeiro colocado é Flávio Dino, do Maranhão, com 91,89%, seguido de Confúcio Moura, de Rondônia, com 84,84%.

O calcanhar
Apesar de todas as comemorações sobre os índices positivos, os problemas na saúde pública são o calcanhar de Aquiles do governo Colombo. Além da dívida estimada em R$ 1 bilhão com os municípios, o governo também enfrenta problema de falta de insumos e uma grande demora nas filas de espera pela alta complexidade. A última do governo foi ter publicado uma medida provisória para garantir repasses “extras” à saúde, no sentido de garantir a aplicação do mínimo constitucional previsto para a área. Aí já se nota um desequilíbrio: enquanto prefeituras investe bem mais do que o obrigatório, o governo do estado se esforça para chegar ao mínimo.


Anúncio e denúncia
Além da possível candidatura, o empresário Luciano Hang também prepara outro anúncio para esta sexta-feira, 5, quando dará uma coletiva de imprensa no centro administrativo da Havan. Segundo informações obtidas por O Município, ele também fará um anúncio em tom de denúncia, classificado como “bombástico” por quem está a par de seu conteúdo.


Efetividade do procon
O Departamento Estadual de Defesa do Consumidor (Procon), vinculado à Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania (SJC), atende aproximadamente 20 mil consumidores por ano, quase dois mil ao mês, uma média de 100 atendimentos dia, com um índice de resolutividade de 97%, segundo informa o governo do estado. Atualmente, o Procon de Santa Catarina ainda lidera 91 Procons municipais e 87 deles estão vinculados ao Sindec, o Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor, que já registra mais de 500 mil consumidores cadastrados, colocando Santa Catarina em primeiro lugar no ranking nacional.


EDITORIAL

O que o amanhã nos reserva?

Essa mudança no calendário acaba sempre fazendo com que, até sem querer, todos se preparem para alguma coisa nova. Afinal, parece que existe aí uma chance de fazer diferente, de recomeçar. No fundo, sabemos que isso é só uma ilusão. O dia 5 de janeiro não é muito diferente do dia 5 de dezembro. Ou 5 de novembro.

Mas é janeiro, início de ano, não custa sonhar um pouco, ser otimista e achar que, se todos quisermos, algumas coisas podem mudar. Quem já viveu algumas dezenas de janeiros talvez tenha um pouco mais de dificuldade para acreditar. E para quem está há pouco tempo por aqui, tudo é sempre novidade.

Por isso, aproveitar o início de um novo ano para recarregar as baterias e enfrentar com ânimo renovado as lutas cotidianas, parece uma boa prática. Um exercício saudável, em que se deixa de lado o desânimo, levanta, sacode a poeira e tenta, mais uma vez, dar a volta por cima.

É uma boa época para revisar, sem lamentar, o que foi feito durante o ano passado. E relembrar o que gostaríamos que tivesse sido melhor. Talvez começar a acreditar que podemos fazer a diferença. Com gestos aparentemente pequenos, que produzem resultados que não causam grande impacto nem viram notícia no Município, mas ajudam algumas pessoas próximas e melhoram o ânimo da gente mesmo.

“Gentileza gera gentileza”, dizia o maluco que escrevia poesias nas colunas dos viadutos do Rio de Janeiro. Quem sabe essa seja uma forma simples, ao nosso alcance, de transformar dias e meses comuns, em algo novo. Um obrigado, um bom dia, uma discussão a menos no trânsito, um sorriso, coisas e gestos que não custam dinheiro, não nos fazem perder tempo, podem fazer-nos ganhar o dia.

A propósito, o gentil poeta Mário Quintana resume bem o que acontece a cada início de ano nesta poesia que se chama, claro, “Esperança”:

“Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano
Vive uma louca chamada Esperança
E ela pensa que quando todas as sirenas
Todas as buzinas
Todos os reco-recos tocarem
Atira-se
E — ó delicioso voo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,
Outra vez criança…
E em torno dela indagará o povo:
— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
E ela lhes dirá
(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:
— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA…”

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio