Grêmio perde, mas está classificado para a final da Libertadores

Derrota por 1 a 0 beneficiou o Grêmio que havia vencido Barcelona (EQU) fora de casa por 3 a 0

Grêmio perde, mas está classificado para a final da Libertadores

Derrota por 1 a 0 beneficiou o Grêmio que havia vencido Barcelona (EQU) fora de casa por 3 a 0

O Grêmio chegou a levar sustos com o Barcelona (EQU) em casa, principalmente depois do gol de Jonatan Álvez, mas não passou de um suspiro final dos equatorianos. Após perder por 1 a 0, o tricolor está na grande final da Copa Libertadores da América – o time gaúcho havia vencido o primeiro confronto por 3 a 0, em Guayaquil.

Agora o tricolor disputa a grande decisão da competição continental com o Lanús (ARG), que eliminou o River Plate (ARG) na última terça-feira, 1, ao vencer pelo placar de 4 a 2. O primeiro jogo será no dia 22 de novembro, na Arena do Grêmio, e a decisão será no dia 29 de novembro, na Argentina.

Começo perigoso
A vantagem era boa, mas o Grêmio não poderia deixar o adversário crescer no jogo. Foi isso que o time tentou desde o começo da partida. Nos instantes iniciais do primeiro tempo, o tricolor dominou o jogo e inclusive se arriscou no ataque, tentando marcar um gol que seria o fim das esperanças para os equatorianos.

Mas deixaram o Barcelona chegar. Aos 32 minutos, linda jogada de Caicedo, que passou por três e bateu cruzado, Kannemann desviou no meio do caminho mas Jonatan Álvez aproveitou o rebote e meteu para as redes. A torcida gremista, até então confiante, começou a se preocupar com a apresentação da equipe.

Minutos depois, Cícero perdeu um gol inacreditável. Fernandinho fez tudo certo, correu pela direita e cruzou bonito, Cícero chegou por inteiro e livre na bola mas pifou na hora da cabeçada, jogando ela para fora. Fim de primeiro tempo: 1 a 0 Barcelona. E certo desconforto nas arquibancadas.

Dos sustos à confirmação
O torcedor gremista, presente em peso na Arena, passou por uma avalanche de emoções no segundo tempo. Aos 10 minutos, Esterilla dominou de frente para o gol e arriscou o chute. A bola bateu na trave e arrancou suspiros das arquibancadas.

Mas daí pra frente o Grêmio soube se postar na partida. O próprio tricolor acertou uma bola na trave aos 32 minutos, na cabeçada de Jael. Administrando a bola e esfriando a partida, os donos da casa deixaram poucas oportunidades ao adversário que precisava marcar ainda mais dois gols para ir aos pênaltis. Nada feito! Final de partida: Grêmio 0x1 Barcelona.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio