Grupia se reúne em Brusque nesta quinta-feira, 8 de novembro

Programação inclui discussão com prefeito e vereadores sobre o compartilhamento de ações

Grupia se reúne em Brusque nesta quinta-feira, 8 de novembro

Programação inclui discussão com prefeito e vereadores sobre o compartilhamento de ações

Acontece nesta quinta-feira, 8 de novembro, a partir das 9 horas da manhã, a Assembleia do Grupo de Proteção da Infância e Adolescência (Grupia), no salão de reuniões da Associação Empresarial de Brusque (Acibr). 

Na última reunião, realizada em outubro, o prefeito Paulo Eccel e representantes da Câmara de Vereadores foram convidados para participar deste encontro. O objetivo é discutir com o poder público municipal o compartilhamento de estratégias, ações e responsabilidades entre as organizações integrantes do Grupia, a Prefeitura e o Poder Legislativo. De acordo com o Grupia nenhum dos convidados confirmou presença até o momento. 

Além disso, o Grupia mantém abertas discussões sobre os atendimentos especializados e sobre a “Lei da Palmada”, projeto que o grupo é contra e atualmente produz um abaixo-assinado para que a lei não seja aprovada. 


O GRUPIA

Constituído em 8 de outubro de 2010 e composto pelo Conselho Tutelar, Judiciário, Ministério Público, Polícias Civil e Militar, OAB – Subseção de Brusque, Corpo de Bombeiros Militar, Igrejas, Associação Empresarial, Sindilojas, Prefeitura local, Câmara Municipal, Conselho Comunitário de Segurança – CONSEG BQ 94, Centro Universitário de Brusque – Unifebe, Veículos de Comunicação e outras organizações parceiras e apoiadores, o Grupo de Proteção da Infância e Adolescência – GRUPIA quer uma Brusque onde as Famílias cumpram sua missão de criarem e educarem seus filhos, a Comunidade participa e se comprometa com a causa da Infância e Adolescência e o Poder Público cumpra o seu dever de garantir Prioridade Absoluta no atendimento das Crianças e Adolescentes.

Conheça as dez metas do Grupia:

1 – Um ambiente familiar fortalecido e protetor;
2 – O desenvolvimento integral de nossas crianças e adolescentes, compreendendo o desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e SOCIAL em condições de liberdade e de dignidade;
3 – O enfrentamento das violências praticadas contra crianças e adolescentes;
4 – A redução da violência juvenil;
5 – O combate ao uso de drogas lícitas e ilícitas e garantia de tratamento especializado para os que necessitarem;
6 – A inclusão educacional efetiva;
7 – O convívio social saudável, estimulante, interessante, criativo e produtivo;
8 – A ampliação das oportunidades de qualificação e inserção profissional dos adolescentes;
9 – A ampliação de redes de proteção e de apoio às crianças, aos adolescentes, aos jovens e suas famílias;
10 – O fortalecimento das estruturas de defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio