Grupo pratica observação de pássaros, que visa valorizar aves da região

Atividade, chamada de birdwatching, reuniu adeptos na RPPN Chácara Edith em janeiro

Grupo pratica observação de pássaros, que visa valorizar aves da região

Atividade, chamada de birdwatching, reuniu adeptos na RPPN Chácara Edith em janeiro

Curiosidade em relação à fauna da região e disposição para permanecer por mais de quatro horas no meio da mata são itens indispensáveis para quem pretende praticar a birdwatching – atividade de observar pássaros também conhecida como ‘passarinhar’.

Em janeiro deste ano, um grupo formado por moradores de Brusque e de Guabiruba realizou a atividade na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Chácara Edith. Responsável pela ação, o biólogo Diego de Souza afirma que a observação de aves visa valorizar e conhecer as espécies da região, além de mostrar a importância dos animais para o meio ambiente.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“É uma atividade considerada como educação ambiental, a gente caminha com o pessoal sobre as trilhas e vai dando informações educativas, nesse caso mais focadas nas aves. Nós tentamos identificar as aves e mostramos para os participantes as funções ecológicas delas no meio ambiente”, explica.

A importância de ressaltar a função ecológica das aves para o meio ambiente, segundo o biólogo, está atrelada à conscientização em relação ao tráfico ilegal. Souza afirma que é comum a criação de pássaros em gaiolas na região, sobretudo pela questão cultural.

“Ver pássaros presos em gaiolas foi um dos motivos que comecei a trabalhar com aves. Desde criança eu convivi com isso de prender os pássaros. Os meus vizinhos tinham muitas aves presas. Eu fui analisando isso e vendo que não era legal. Mas geralmente eles não faziam por maldade. É uma cultura que eles cultivaram de geração em geração”, afirma.

O canto dos pássaros e a diversidade de cores e espécies, para o biólogo, são os principais motivos que levam as pessoas a manterem os animais aprisionados. Por isso, ele incentiva os moradores da região a participarem de uma birdwatching.

“Com a atividade de observação de pássaros, os moradores podem perceber que é possível admirar as aves sem prendê-las em gaiolas. Elas estão por todos os lados. Então podem ser admiradas sem estarem em uma gaiola”.

A atividade realizada por Souza em janeiro ocorreu por meio da agência de Puma Ecoturismo & Aventura, de Guabiruba. De acordo com o biólogo, o grupo que participou da birdwatching era formado tanto por estudantes de biologia e biólogo formados quanto por pessoas que apenas gostam de pássaros.

Embora a primeira atividade tenha ocorrido na RPPN Chácara Edith, o foco de Souza é levar os próximos grupos para percorrer o Parque Nacional da Serra do Itajaí. Ele planeja realizar observações em grupo durante todo o ano, no entanto, ainda não há data definida para a próxima ação.

A próxima atividade de observação de pássaros será no dia 23 de abril. Mais informações pelo telefone 9222-3916.

Saíra militar com inseto
Foto: Divulgação

A atividade

Para realizar a atividade, Souza recomenda a utilização de roupas cinzas ou verdes de manga comprida. Segundo ele, as aves têm olhar aguçado para cores chamativas e, por isso, podem se assustar. Também é recomendável utilizar binóculos durante a birdwatching. O instrumento facilita a visualização dos animais.

“É necessário levar. Serve para auxiliar porque a ave é muito rápida e às vezes está fora de alcance”, explica. “Às vezes não conseguimos ver alguma aves, mas escutamos a vocalização e com isso conseguimos colocá-las na nossa lista”, completa.

O biólogo diz que, ao fim da atividade, ele elabora um catálogo com todas as espécies encontradas durante o percurso. Posteriormente envia a lista por e-mail para todos os participares. Em Brusque e na região, os tangarás saltadores, os bicos de fogo, os coleiros, os papas bananas e os sabiás são as espécies mais comuns encontradas durante a birdwatching.

 

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio