Banco do Tempo de Brusque promove a troca de talentos de forma colaborativa

Grupo lançado neste mês já conta com quase 200 membros

Banco do Tempo de Brusque promove a troca de talentos de forma colaborativa

Grupo lançado neste mês já conta com quase 200 membros

Com o objetivo de “quebrar paradigmas do capitalismo” e fazer com que as pessoas descubram seus verdadeiros talentos, foi criado há poucos meses em Brusque, o Banco do Tempo. O projeto começou a ser desenvolvido em 2017, mas o lançamento oficial aconteceu no início deste mês na praça Sesquicentenário.

Vanessa Constansa Setragni Becker é uma das colaboradoras do projeto e explica que o Banco do Tempo é uma forma de economia colaborativa, onde cada pessoa tem a possibilidade de trocar seus talentos pelo talento de outros, com base no tempo e sem intermediações financeiras.

É possível realizar qualquer tipo de serviço, desde que esteja dentro das regras do grupo, como por exemplo, passear com cachorro, organizar armários, cuidar de criança, revisar textos, entre outras coisas.

A ideia surgiu após terem acesso ao projeto que é desenvolvido em Florianópolis. No entanto, os bancos de tempo já surgiram há muitos anos na Europa.

Vanessa diz que o projeto é uma alternativa para um desenvolvimento econômico e social mais igualitário e justo e que faz a comunidade repensar determinados conceitos. “É algo que vem nos mostrar que o tempo é o que há de mais precioso no planeta. Promove questionamentos para que se busque seus verdadeiros talentos”.

A colaboradora explica, de maneira sucinta, que o tempo que se gasta fazendo algo que se gosta para outra pessoa, voltará da mesma maneira para si. “Se você tem talento para fazer massagem em alguém, uma outra pessoa poderá usar seus talentos para consertar a resistência de um chuveiro, por exemplo”.

Atualmente mais de 170 pessoas já integram o grupo, que funciona por meio do Facebook. O Banco de Tempo de Brusque está cadastrando apenas moradores da cidade de Brusque e região, sendo que é proibido o cadastro de empresas.

Além disso, serão cadastrados na planilha de talentos, apenas perfis pessoais. Páginas não serão aceitas. “É uma rede de generosidade movida por momentos. Aqui ninguém é medido pelo valor monetário, mas sim pelos seus talentos. É uma rede que está sempre fluindo, já que sempre se tem necessidade de algo”, destaca.

Como participar?
Para fazer parte do Banco do Tempo, é necessário solicitar a entrada no grupo do Facebook: “Banco de Tempo Brusque – BTBq”.

Após isso, é necessário ler atentamente às regras e preencher um formulário no link disponibilizado na plataforma.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio