Guabirubense se destaca no cenário internacional como modelo

Jéssica Bittelbrunn Kohler fez trabalhos para agências da Coréia do Sul, China e Filipinas

Guabirubense se destaca no cenário internacional como modelo

Jéssica Bittelbrunn Kohler fez trabalhos para agências da Coréia do Sul, China e Filipinas

O sonho de ser modelo da guabirubense Jéssica Bittelbrunn Kohler, 19 anos, gradativamente está se concretizando. A caminhada de sucesso da jovem iniciou no fim do ano passado e atualmente ela já se destaca no cenário internacional. Em menos de um ano, a moradora do Aymoré já fez trabalhos para importantes agências da Coréia do Sul, China e Filipinas, na Ásia.

Jéssica conta que o desejo de ser modelo surgiu ainda quando era criança. Aos sete anos, com o apoio da família, ela dava os primeiros passos numa carreira concorrida e difícil, ainda mais para ela que tem 1,70 metro – altura que não é considerada padrão. “O fato de eu não ser tão alta poderia ser um problema, mas eu nunca desisti. Fui atrás do que acreditava e hoje percebo que valeu a pena, está dando certo”, diz a guabirubense, que ressalta que a modelo do Reino Unido, Kate Moss, foi uma de suas inspirações. Ela também tem 1,70 m e estourou nas passarelas nos anos 90.

Trabalho feito pela guabirubense para a revista Noblesse Korea, da Coréia do Sul / Foto: Divulgação
Trabalho feito pela guabirubense para a revista Noblesse Korea, da Coréia do Sul / Foto: Divulgação

Por meio da Gas Models, agência de modelos de Joinville, que tem parceria com a Lotus Model Management – agência internacional, Jéssica iniciou o processo que lhe levou para fora do Brasil. A jovem modelo passou em testes e de março a maio deste ano fez fotos para revistas, catálogos, campanhas de marcas e sites online na Coréia do Sul. No mesmo mês ela foi para a China e também desenvolveu o trabalho lá, ficando até agosto. Após isso, Jéssica foi para Filipinas e ficou até outubro, onde também fez comerciais de televisão.

Ela conta que não havia rotina para a produção de fotos e que na China a agenda era mais exaustiva, já que o trabalho era feito de segunda-feira a sábado. Ela diz ainda que a Coréia do Sul foi o local que mais gostou de ficar e que em Filipinas o trabalho foi mais gratificante.

Futuro

O próximo ano deve ser muito promissor para Jéssica, que em fevereiro vai a Tóquio, no Japão, para fazer fotos para catálogos, revistas e campanhas de diversas marcas. “Tenho planos de ficar trabalhando na Ásia e na Europa, mas pode mudar, pois vou para a agência e lá saberei quais trabalhos tenho pela frente”.

Jéssica é formada no Ensino Médio, tem 46 quilos e neste momento se dedica exclusivamente à carreira de modelo. “Vou continuar dando o máximo de mim para conseguir algo maior. Só tentando conseguirei, o importante é não desistir”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio