Havan desiste de processar mulher que se despiu em unidade de Jaraguá do Sul

Família explicou que ela passa pro problemas psicológicos

Havan desiste de processar mulher que se despiu em unidade de Jaraguá do Sul

Família explicou que ela passa pro problemas psicológicos

A Havan desistiu de processar a mulher que se despiu e protestou na loja da rede localizada em Jaraguá do Sul na tarde desta quinta-feira, 14. De acordo com o empresário Luciano Hang, ela teria gritado pela soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante o ato, e classificou a ação como “arte da esquerda”.

No entanto, a família da manifestante entrou em contato com Luciano Hang informando que ela passa por problemas psicológicos e teve um surto enquanto estava na loja. Levando estas condições em consideração, a empresa comunicou em nota oficial que não acionará a Justiça e dá o caso como encerrado.

Leia a nota na íntegra:

A Havan informa que o episódio que aconteceu na unidade de Jaraguá do Sul na tarde de ontem, 14, não será levado adiante, por meio de processos contra a autora. O dono da rede, o empresário Luciano Hang, recebeu informações da família, que a mulher que protagonizou as cenas tem problemas psicológicos e no momento em que esteve na loja sofreu um surto. Por isso, a Havan não entrará com processo contra a autora, pois Hang ficou sensibilizado com a informação e entendeu que a moça está passando por momentos difíceis.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio