Havan Liberty Gaming disputará torneios de Fifa 19 com cerca de 30 jogadores

Temporada do Pro Clubs iniciou nesta segunda-feira

Havan Liberty Gaming disputará torneios de Fifa 19 com cerca de 30 jogadores

Temporada do Pro Clubs iniciou nesta segunda-feira

A equipe Havan Liberty começa a disputar torneios on-line de Fifa, tradicional franquia de futebol eletrônico nesta semana. Ao todo, são cerca de 30 jogadores, divididos em dois times para as disputas de 11 contra 11. As competições do jogo estão entre as principais modalidades de E-Sports, ao lado de League Of Legends (LOL), que a equipe já disputa.

A maior parte dos jogadores já atuava em nível competitivo e acumulava títulos na modalidade. Para o CEO da Havan Liberty, Samuel Walendowsky, as expectativas com o início das competições são boas, mas o grupo ainda está se adaptando às mecânicas da nova versão do game. “Acreditamos muito no potencial de nossos jogadores e temos certeza que eles terão ótimos resultados durante esse ano representando a Havan Liberty.”

A equipe foi formada após uma seletiva que teve cerca 200 inscritos. Para escolha, foram desenvolvidos testes técnicos, onde os jogadores foram divididos em equipes que disputaram entre si. O grupo conta com jogadores do estado da Paraíba, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Alagoas e São Paulo. Entre os catarinenses, Florianópolis e Jaraguá do Sul possuem jogadores.

O modelo é semelhante ao adotado para uma seletiva regional que está em andamento para as disputas de LOL. De acordo com Walendowsky, entre os objetivos do projeto estava o fomento aos E-sports na região sul.

Com o sucesso, Walendowsky afirma querer ampliar as modalidades de disputa da equipe. Pedidos por equipes para disputas de CS:GO, PUBG, Dota 2, Fortnite, Rainbow 6, Overwatch e jogos mobile são recorrentes. “Optamos por nos fortalecer em poucas categorias para termos mais destaque a nível nacional, mas o plano para futuro é trabalhar com outras modalidades que muitas pessoas pedem.”

Calendário agitado
A partir desta semana, eles disputam a Copa de Abertura e o Torneio da Primavera, organizados pela Virtual Professional Soccer League (VPSL) . Paralelo a isso, disputam a Copa Pré-Temporada da Liga eSports de Futebol Virtual (LEFV Brasil), além do Estadual Catarinense da Super Virtual Sports.

Em novembro, as atenções se voltam para a Copa Regional Sul-Sudeste, organizada pela International eSports Association (IESA Brasil). Já no dia 5, é a vez da Supercopa LBC da Virtual Pro Network (VPN) e a Global Division da Global Fut Pro.

Títulos na bagagem
Acácio Antunes, 31 anos, é o coordenador da equipe de Pro Clubs da Havan Liberty. Morador de Vila Vila Velha, no Espírito Santo, representa bem o perfil da equipe. Apesar da média de idade ser de pouco mais de 26 anos, a maioria tem um histórico longo de competições.

Segundo ele, entre os e-atletas o contato com a franquia Fifa veio da infância, e muitos jogavam desde crianças o jogo, ainda de forma casual. Alguns deles jogam de forma profissional desde 2013, ainda quando integravam a equipe Fracos FC pela plataforma PC. Até 2017, foram sete títulos.

Com o sucesso, adotaram o nome Insanity eSports e passaram a disputar pelo Playstation 4. Na temporada do FIFA 18, foram mais 10 títulos e 2 vice-campeonatos, até a parceria com a Havan Liberty.

Ele começou na modalidade em 2017. Integrantes como o capitão, Emmanuel Souza e o gerente, Nikolas Medeiros, já integram o grupo de amigos desde 2014. Apesar da experiência, ele afirma que o grupo está motivado com o desafio.

A dedicação ao jogo é diária e ocupa a maior parte da rotina de Antunes, só deixando espaço para atividades eventuais na empresa da família. A expectativa dele é poder focar na preparação das competições. “Passamos a ter uma cobrança maior individualmente e coletivamente, além de muita responsabilidade. Sendo atletas de eSports, precisamos pensar e agir como profissionais, caso contrário não dará certo.”

Preparação
Para esta as competições, ele compara as preparações aos processos vividos por jogadores de futebol profissional. Envolve análise de formatação de esquemas táticos, indicações de posicionamento dos atletas em campo, sistema de marcação.

Eles repassam jogadas ensaiadas, fazem estudos das equipes adversárias. A rotina é diária entre segundas e quintas-feiras por cerca de três horas. Durante os finais de semana eles aproveitam os amistosos e competições durante a madrugada.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio