Homem é punido por abandonar seis filhotes de cachorro em Guabiruba

Imagens de câmeras de monitoramento flagraram a ação do acusado, que foi condenado a cumprir penas por dois anos

Homem é punido por abandonar seis filhotes de cachorro em Guabiruba

Imagens de câmeras de monitoramento flagraram a ação do acusado, que foi condenado a cumprir penas por dois anos

Um morador do Centro de Guabiruba foi condenado a cumprir uma pena de dois anos por abandono de animais na terça-feira, 11. A ele, foi estabelecido o cumprimento de algumas condições durante o período, como o comparecimento pessoal e obrigatório em juízo, mensalmente, para informar e justificar as atividades.

Também está proibido de se ausentar da comarca em que reside, por mais de oito dias, sem autorização judicial. O homem ainda terá que pagar multa de um salário mínimo.

A denúncia contra o homem – que não teve o nome divulgado -, ocorreu após ele ter abandonado seis filhotes de cachorro, na manhã de 22 de março, na rua Baviera, no Centro de Guabiruba. As câmeras de monitoramento de residências próximas flagraram a ação e a entidade Protegendo os Animais com Todo Amor (Pata), de Guabiruba, foi informada do caso.

A presidente da Pata, Kelly Cristine Sttricker, conta que assim que a entidade soube do crime pediu as imagens das câmeras, divulgou na mídia e chegou ao nome do acusado. Com isso, foi registrado um boletim de ocorrência e representado contra ele ao Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC), que aceitou a denúncia.

Durante a audiência, o homem afirmou que levou os animais até o local, mas que voltaria para dar assistência, como ração e água. Porém, o horário em que levou os cães, por volta das 5h, não demonstrou esse desejo.

“Tivemos informações de que na empresa em que trabalha, ele afirmou que havia abandonado os animais e que faria quantas vezes fosse necessário”, revela Kelly. Além deste caso, a Pata já havia recebido outras denúncias contra o mesmo homem, por maus tratos de outros animais que ele possuía.

Esta foi a primeira condenação que a Pata conseguiu por maus tratos de animais. Entretanto, a presidente conta que já houve outras denúncias para a entidade em que, inclusive, foram realizadas de quatro a cinco audiências, mas por falta de provas, os inquéritos foram arquivados.

“Estamos felizes com esse caso e com as penas aplicadas a ele. Pode não ter sido muita coisa, mas terá um compromisso com o Poder Judiciário e sentirá no bolso o que fez”, diz.

Ela acrescenta que este caso servirá de alerta para outras pessoas e também como exemplo de que a Pata está atenta ao que está acontecendo.

“É um sentimento de dever cumprido, pois trabalhamos de forma totalmente voluntária, por amor a causa, nos esforçamos e dedicamos nosso tempo. Realmente não toleramos mais esse tipo de conduta, abandono de animais é crime previsto em lei e faremos a lei ser cumprida”, frisa.

Filhotes adotados
A presidente da Pata conta que os seis filhotes que foram abandonados pelo homem foram resgatados e foi realizada uma feirinha de adoção exclusiva a eles. “Alguns deles foram adotados ainda nesta promoção que fizemos. E os outros foram adotados algumas semanas depois”.

A Pata tem acompanhado o desenvolvimento de alguns dos animais, mesmo depois de adotados, e Kelly afirma que estão sendo bem cuidados. A mãe dos filhotes também foi resgatada pela entidade. “Ela não foi abandonada junto, mas no dia em que fomos resgatar os filhotes, ela foi até o local e reconhecemos pelas imagens das câmeras”, conta Kelly.

Ela detalha que pelas imagens foi possível ver quando o homem foi levar os filhotes, dentro de um balde, até o local e a cadela o acompanhou. Porém, quando ele foi embora, ela voltou para casa e retornou no dia seguinte para ver os filhotes.

“Como vimos que era a mãezinha, colocamos ela para dar mama a eles e acolhemos ela também”, informa a presidente. A cadela foi castrada e permanece aos cuidados da Pata e também está para adoção.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio