Homem finge ser dono de carro para aplicar golpe em Brusque

Ele anunciou a venda de uma Saveiro para custear o tratamento do suposto pai doente

Homem finge ser dono de carro para aplicar golpe em Brusque

Ele anunciou a venda de uma Saveiro para custear o tratamento do suposto pai doente

O empresário Aldinei de Souza, o Nei, e a Hebrom Multimarcas foram vítimas de um golpista nesta semana. Um homem, identificado como Osvaldo, anunciou uma Saveiro sem autorização de Nei, o dono do carro, ou da empresa, onde o veículo está estacionado.

Nei é o dono da Saveiro vermelha. Avaliada em R$ 55 mil, ela está à venda na Hebrom, no bairro Santa Rita.

Durante o fim de semana, o estelionatário pegou uma foto da Saveiro na garagem, sem autorização, segundo Nei, a passou a anunciá-la na internet. Jean Harger, sócio-proprietário da Hebrom, diz que o falso anúncio tinha foto do carro, que era negociado por R$ 28 mil, bem abaixo do valor real.

Além de fazer o anúncio falso, o golpista também colocava uma foto de um idoso acamado. Para convencer as vítimas, ele dizia que o homem era seu pai, que estava doente e que por isso ele estava vendendo a Saveiro tão barata.

No anúncio, segundo Nei, o golpista solicitava o depósito de R$ 5 mil como caução. O número de uma conta foi repassado para as potenciais vítimas.

O anúncio chamou a atenção de diversos clientes. Na segunda-feira, 18, diversas pessoas procuraram a Hebrom querendo comprar a Saveiro do anúncio.

Harger conta que suspeitou de que algo estava errado pela quantidade de visitas e de ligações em busca de informações sobre o veículo. Foi então que ele descobriu que se tratava de um golpe, comunicou Nei e passou a avisar os clientes de que se tratava de fraude.

Depois da confusão, no mesmo dia, o próprio homem, que se diz chamar Osvaldo, ligou na Hebrom para saber sobre a Saveiro. Harger atendeu e identificou que se tratava do autor do falso anúncio. Ele o confrontou e disse que sabia quem ele era, mas o suposto golpista só deu risada.

De acordo com Nei e Jean, não há informação, por enquanto, de que algum dos clientes que foram à Hebrom tenham feito o depósito do caução. No entanto, Nei suspeita que possa ter vítimas de outras cidades.

Segundo Nei, o caso foi comunicado à Polícia Civil nesta terça-feira, 19, com a confecção de um boletim de ocorrência.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio