Conteúdo exclusivo para assinantes
Prancheta - Cristóvão Vieira

cristovao@omunicipio.com.br

Hora de projetar a Série D para o Bruscão

Prancheta - Cristóvão Vieira

cristovao@omunicipio.com.br

Hora de projetar a Série D para o Bruscão

Prancheta - Cristóvão Vieira

Ah, Catarinense que não acaba mais… para o Bruscão, é como se o campeonato, disputado há pouco mais de três meses, já durasse anos. O time não conseguiu deslanchar e completou nesta última rodada cinco jogos sem vencer. Nem o fator Augusto Bauer tem sido de grande valia, já que também são cinco jogos sem vencer no Gigantinho.

Com chances bastante remotas de rebaixamento – devido muito mais à incompetência do trio Hercílio Luz, Concórdia e Inter de Lages do que propriamente o desempenho quadricolor – o Brusque precisa planejar agora a Série D. O campeonato nacional pode servir não apenas como um consolo pelo início de ano frustrante do Marreco, mas como a volta por cima do clube.

A quarta divisão do campeonato nacional inicia em menos de um mês. A mudança de planejamento deve ser radical. O atual elenco, com muitas peças remanescentes da Copa Santa Catarina, já provou que não funciona. Não deu certo na Copinha, tampouco no estadual. Não pode haver terceira chance.

A tendência é que novidades já sejam reveladas durante esta e a próxima semana. O projeto Série D precisa contar com pessoas mais sérias e capacitadas dentro das quatro linhas. Louvável a tentativa da diretoria de tentar recuperar o futebol de alguns atletas, como tantas vezes já havia conseguido, mas agora a margem de erro é mínima. A cobrança por bom desempenho na Série D será incansável.

Brusquense homenageado na Fesporte

Com mais de três décadas envolvido com o esporte brusquense, Delmar Tondolo foi homenageado. Foto: Divulgação

O brusquense Delmar Tondolo, que por pelo menos três décadas foi responsável pela organização das delegações brusquense em eventos estaduais, foi homenageado na última semana pela Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte). Ele recebeu o troféu Amigo do Esporte, concedido a personalidades de Santa Catarina com histórico de serviços prestados ao esporte no estado.

Sequência péssima da AD Brusque
A AD Brusque pena em mais um ano consecutivo dentro da Liga Ouro de Basquete. Novamente com problemas no planejamento – time apresentado em cima da hora – o clube brusquense venceu apenas um de oito jogos. Agora aproveita a semana sem jogos para tentar buscar pelo menos uma vitória a mais do que em 2017, quando finalizou a competição com apenas um triunfo.

Baixaria no Augusto Bauer (1)
Virou tradição já a troca de ofensas e xingamentos pesados entre alguns torcedores do Brusque e as esposas dos jogadores. A cena se repetiu nas derrotas do time para o Tubarão e para o Joinville. Da arquibancada, as mulheres retrucam a torcida, e lá debaixo, perto do portão de acesso ao campo, vêm os palavrões.

Baixaria no Augusto Bauer (2)
Nessa história não tem ninguém certo. A torcida cobra o jogador, a esposa toma as dores e começa a confusão. É verdade que as mulheres dos jogadores não influenciam em nada o resultado em campo, mas já teve quem dissesse para o torcedor – que sustenta o clube – “ir pra casa, porque quem fica essa hora em jogo é vagabundo”.

Um vôlei vitorioso

Elton de Souza / Arquivo O Município

Há exatos 10 anos, a extinta equipe brusquense Brasil Telecom vencia o Fiat / Minas dentro da Arena Brusque lotada pelo primeiro confronto de quartas de final da Superliga Feminina de Vôlei. O time voltaria a vencer no segundo jogo e chegaria às semifinais da competição em 2008.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio