Hospital não confirma morte de Monike Fischer

Ela também estava envolvida no acidente na rodovia Antônio Heil que matou Bryan Raul Amorim e João Pedro da Silva no domingo, 15

Hospital não confirma morte de Monike Fischer

Ela também estava envolvida no acidente na rodovia Antônio Heil que matou Bryan Raul Amorim e João Pedro da Silva no domingo, 15

O Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, não confirmou a morte de Monike Fischer, 21 anos, uma das vítimas do acidente que matou o seu namorado e servidor da Prefeitura de Brusque, Bryan Amorim, de 20 anos, e João Pedro da Silva, de 16 anos, na noite de domingo, 15.

Durante a segunda-feira, 16, informações desencontradas sobre o real estado de saúde da monitora escolar do Centro de Educação Infantil Noêmia Fialho circularam nas redes sociais. O hospital, no entanto, não confirmou o óbito. A assessoria de imprensa da unidade de saúde se limitou a dizer que Monike “continua internada em estado grave”.

No início da tarde de segunda-feira, a Prefeitura de Brusque chegou a confirmar a morte de Monike através de uma nota oficial, que também lamentava a morte de Amorim, que é filho do administrador do Hospital Azambuja, Fabiano Amorim.  Já no fim da tarde, a prefeitura emitiu uma nova nota, corrigindo a informação.

Confira matéria completa na edição impressa desta terça-feira, 17 de fevereiro

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio