Ibprev quer comprar terreno da Prefeitura de Brusque para construir sede própria

Autarquia articula com o executivo e diz ter dinheiro em caixa para a transação

Ibprev quer comprar terreno da Prefeitura de Brusque para construir sede própria

Autarquia articula com o executivo e diz ter dinheiro em caixa para a transação

Atualmente, o Instituto Brusquense de Previdência (Ibprev) funciona quase que de improviso na Arena Brusque, mas isto deve mudar em breve. A autarquia articula com a prefeitura a aquisição de um terreno para a construção de sua sede própria, conforme anunciado pelo prefeito interino Roberto Prudêncio Neto na entrevista que marcou seu primeiro ano à frente da administração municipal.

O diretor-presidente do Ibprev, Célio de Camargo, explica que, neste momento, o instituto está conversando com a prefeitura para escolher o terreno onde será construída a sede própria da autarquia. A área ainda não foi definida, mas, diz ele, será vendida pela administração municipal.

“É uma venda com autorização legislativa, mas a prefeitura não vai receber dinheiro, ela vai amortizar o valor na sua alíquota no Ibprev”, afirma Camargo. Ou seja, na prática, a Prefeitura de Brusque venderá uma área para a autarquia e em troca receberá “desconto” na sua participação no instituto de aposentados e pensionistas. Uma operação semelhante à polêmica venda dos terrenos do município para o Samae, que ainda não passou pela Câmara de Vereadores.

Segundo Camargo, o recurso para construção do novo edifício está assegurado. O dinheiro é fruto de uma economia do instituto com as taxas de administração, ou seja, não irá sair dos cofres da prefeitura. De acordo com o portal da transparência, o Ibprev tem em caixa R$ 12,84 milhões.

Para o diretor-presidente, a construção de uma sede própria se faz necessária porque hoje, na Arena Brusque, a infraestrutura é precária. Por exemplo, o Ibprev não tem banheiros próprios no espaço. Quem precisa tem de usar os sanitários públicos da própria arena.

O Sindicato dos Servidores Públicos de Brusque (Sinseb) chegou a fazer reclamações formais sobre a estrutura no espaço, de acordo com Camargo, “com razão”.

“A intenção é fazer o mais rápido possível, este é o objetivo do prefeito e da minha gestão.”, afirma. Por enquanto, ele não revela quando a obra deve acontecer nem maiores detalhes, pois ainda não foi determinado o terreno e, por consequência, não há projeto consolidado oficialmente.

A reportagem entrou em contato com a Procuradoria Geral do Município para comentar sobre a transação, mas o titular da pasta, Sergio Bernardo Junior, informou que ainda não está inteirado do assunto para emitir um parecer.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio