Imagens das câmeras de monitoramento ficam disponíveis à população de Guabiruba por 30 dias

Vereador de Guabiruba questionou a funcionalidade dos equipamentos após suposta falha

Imagens das câmeras de monitoramento ficam disponíveis à população de Guabiruba por 30 dias

Vereador de Guabiruba questionou a funcionalidade dos equipamentos após suposta falha

O vereador Jaime Nuss (PMDB), de Guabiruba, apresentou uma indicação em busca de informações sobre a funcionalidade das câmeras de segurança do programa Bem-Te-Vi, do governo do estado. O motivo, diz o parlamentar, é que algumas pessoas relataram que neste mês houve um furto de motocicleta na área central do município, próximo a um ponto onde está uma das câmeras.

Após o crime, o proprietário do veículo foi até a Delegacia de Polícia Civil da cidade para buscar as imagens, para anexar no boletim de ocorrência. Porém, foi informado de que não existia nenhuma imagem do furto.

O comandante do 18º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Moacir Gomes Ribeiro, afirma que conversou com o sargento do grupamento de Guabiruba, Weverton Martins Brandão, o qual não tinha conhecimento do caso. “Para a PM não foi solicitado nenhuma imagem e nosso pessoal questionou para alguns agentes da Polícia Civil que também não haviam sido procurados”.

Após o contato da reportagem, as imagens da câmera foram consultadas, e realmente não há registro do furto. “As câmeras giram em um ângulo de 360º para pegar toda a área. Quando gira, logicamente, para de filmar de um lado, então pode ser que em um desse momento ocorreu o furto, ou o criminoso procurou um acesso para levar o veículo onde as câmeras não registram”, explica.

O comandante ressalta que as gravações ficam disponíveis por 30 dias, depois são apagadas automaticamente pelo sistema. “Todo cidadão que tiver algum prejuízo pode procurar o grupamento da Polícia Militar, falar com o sargento Brandão e solicitar as imagens”, diz. Além disso, é possível obter a gravação por meio de uma procuração, um advogado ou parente que represente a vítima.

Aplicação de multas pelas câmeras

Outro ponto abordado pelo vereador Jaime Nuss trata dos casos de infrações no trânsito com carros e motocicletas que transitam na contramão e em calçadas, e que poderiam ser multados com auxílio das câmeras.

O comandante da PM, tenente-coronel Gomes afirma que existe uma resolução que permite a aplicação de multas por meio das imagens das câmeras de monitoramento. No entanto, como não possuem efetivo suficiente para direcionar uma pessoa para fazer o serviço, a PM disponibiliza as imagens para a Coordenadoria de Trânsito de Guabiruba (Gbtran). “Eles também tem autonomia para autuar no trânsito e, devido ao baixo efetivo nosso, damos preferência para a área criminal, que é nosso foco”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio