Inadimplência cai pela terceira vez no ano em Brusque e Botuverá

Levantamento da Furb em parceria com a CDL mostra melhora nos indicadores econômicos

Inadimplência cai pela terceira vez no ano em Brusque e Botuverá

Levantamento da Furb em parceria com a CDL mostra melhora nos indicadores econômicos

Pesquisa do Projeto de extensão Cidadania Financeira, da Universidade Regional de Blumenau (Furb), em conjunto com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Brusque, mostra que a inadimplência está caindo no município e em Botuverá. Os dados são referentes ao mês de maio e envolvem o número de pessoas com nome inscrito no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

De acordo com a pesquisa, a inadimplência em Brusque atingiu -0,11% em maio, na comparação com abril. Já na comparação com maio do ano passado, o resultado é ainda mais positivo, pois naquele mês a inadimplência foi de 1,15%.

O dado leva em conta o número de registros feitos no SPC menos a quantidade de cancelamentos de registros. A diferença entre um e outro dá uma ideia de quanto é a inadimplência. Os números de Brusque foram fornecidos pela CDL e analisados pelas Furb, por meio do programa de Cidadania Financeira.

A redução no número de registros, ou seja, CPFs e CNPJs inscritos no SPC, também é uma sinal positivo para a economia. Segundo a pesquisa, em maio o aumento foi de -2,49%, perante abril, enquanto que no mesmo mês de 2016 o percentual de crescimento era de 14,27%.

O número de registro baixo ganha mais importância na comparação com o de cancelamentos, ou seja, nomes retirados do SPC. Em maio, o percentual de crescimento mensal foi de 9,18%. Quanto maior o número, melhor, pois significa que mais gente está “limpando o nome”.

Em maio de 2016, o percentual de cancelamentos havia sido de 1,21%, quase 8% a menos do que neste ano. Tirante janeiro, neste ano, todos os meses tiveram alta no número de cancelamentos de registros no SPC.

Assim como em Brusque, o volume de cancelamentos de registro vem crescendo em 2017. De acordo com o levantamento, e maio houve alta de 25% em relação a abril. Esse crescimento foi o quarto neste ano.

Botuverá
O índice de inadimplência de Botuverá, de maio, apresentou uma queda em relação ao mês anterior de 0,67%. Esta é a quinta queda consecutiva deste indicador no ano.

CDL avalia positivamente

Carlos Eduardo Vieira, gestor executivo da CDL de Brusque, diz que a pesquisa da Furb demonstra um cenário positivo para a economia do município. E para ele o motivo para a queda no número de registros no SPC é simples: a liberação do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Números internos da CDL de Brusque mostram que 63% dos cancelamentos feitos em maio tiveram como motivo o pagamento da dívida. O restante ocorreu por razões diversas: por exemplo, decisão judicial, a dívida prescreveu, etc.

Vieira diz que, embora o percentual de inadimplência não tenha caído significativamente, o número de cancelamentos é um sinal de que os brusquenses estão se preocupando mais em pagar as contas, o que é positivo para a economia em geral.

Ainda que a pesquisa mostre uma recuperação econômica, o gestor avalia que as pessoas também deixaram de comprar mais por causa da situação do país. Com a crise política, o ponto de interrogação permanece nas cabeças dos brasileiros, que pensam mais antes de comprar.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio