Indenizações em obras do PAC geram debate sobre planejamento das obras

Cerca de 450 mil serão pagos a moradores que tiveram suas casas danificadas

Indenizações em obras do PAC geram debate sobre planejamento das obras

Cerca de 450 mil serão pagos a moradores que tiveram suas casas danificadas

Aprovado nesta terça-feira, 21, o Projeto de Lei que autoriza a prefeitura a indenizar os danos causados nas casas localizadas nos bairros Azambuja e Limeira, em virtude das obras do PAC Macrodrenagem, motivou discussão sobre o planejamento que norteia esse tipo de obra. O investimento, no valor de R$ 454 mil, será pago a 20 famílias.

O vereador Jean Pirola (PP), questiona o planejamento desse tipo de obra. “Sabemos que obras trazem problemas técnicos, que o solo é arenoso. Não sou engenheiro, não faço projeto de engenharia, mas será que no projeto foi verificado se tinha condições de fazer galeria naquele local, e quais eram os riscos?”

Pirola acrescenta que a obra já está pronta há algum tempo e, mesmo assim, ainda há transtornos. “Os moradores estão passando por dificuldade, muros caíram, casas estão rachadas e, a cada dia que passa, com a trepidação dos veículos que passam na rua Azambuja, os problemas vão aumentando”.

Ele sugere que, nos próximos projetos de macrodrenagem, já se delimite quais são os riscos e quem pagará pelos eventuais danos causados pelas obras. Além disso, segundo ele, os moradores da rua Azambuja também foram informados de que a reurbanização da via incluiria novas calçadas, e que irá cobrar isso do Executivo.

A vereadora líder do governo, Marli Leandro (PT), disse que em nenhum momento a prefeitura se esquivou da responsabilidade de pagar os danos causados pelas obras. “Isso sempre foi claro, desde o início. Não houve negligência em nenhum momento”, afirma.

Ela diz, ainda, que não havia como prever o grau de complexidade da obra. “Não é uma simples obra, é uma obra que a comunidade estava há mais de 30 anos esperando. Teve escavações de mais de cinco metros de profundidade, nas quais foram encontradas rochas, que precisaram ser dinamitadas, é claro que uma obra assim vai gerar problemas”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio