Início promissor: Brusque larga com três medalhas no primeiro dia de atletismo nos Jogos Abertos

Número de conquistas pode aumentar após as provas deste sábado à tarde

Início promissor: Brusque larga com três medalhas no primeiro dia de atletismo nos Jogos Abertos

Número de conquistas pode aumentar após as provas deste sábado à tarde

Brusque conquistou neste sábado (15) pela manhã as primeiras medalhas nos Jogos Abertos de Santa Catarina. Foram duas medalhas douradas e uma de prata no atletismo, uma das modalidades mais fortes da cidade na competição.

GALERIA

Veja imagens do primeiro dia de atletismo nos Jasc

O primeiro ouro do dia veio com Mariana Marcelino. Ela fez o primeiro lugar no lançamento de martelo ao arremessar o objeto em 55, 17 metros. A segunda medalha foi conquistada na prova dos 10 mil metros. Dione D’ Agostini Chillemi trouxe a prata para Brusque na prova dos 10 mil metros. A última medalha veio com Fernanda Araújo da Silva. Ela se consagrou a atleta mais rápida de Santa Catarina ao fazer a prova dos 100 metros rasos em apenas 11s.92.

O diretor-técnico da FME, Delmar Tondolo, avalia como positiva a participação do município na manhã do primeiro dia de prova. “Por enquanto está tudo dentro do esperado, mas podemos destacar como uma surpresa boa o ouro da Fernanda. A gente acreditava em seu potencial, mas sabíamos que existia uma disputa particular com a Tamiris de Liz (de Joinville)”, diz.

O resultado da atleta também foi enfatizado pelo treinador da equipe brusquense, João Francisco Nunes. “A previsão era de uma disputa acirrada. Qualquer uma das oito poderia sair com medalha, tamanho o nível da competição, mas ela conseguiu surpreender e ficar com o ouro”, diz.

Demais desempenhos

Além de Mariana, Dione e Fernanda, Brusque também competiu na pista de Itajaí em várias outras modalidades ao longo desta manhã. Na mesma prova vencida por Dione, os 10 mil metros, Letícia Saltori fez o sétimo melhor tempo e também somou pontos importantes para a cidade. Na que Fernanda venceu, os 100 metros rasos, Sally Mayara encerrou a prova no quinto lugar. Na disputa dos 400 metros, Cristiane dos Santos foi a melhor nas semifinais. A atleta volta à pista no período da tarde para brigar pelo ouro na competição. Na outra semifinal, Gabriela Grunow não passou das semifinais. O mesmo aconteceu com Carlos Henrique e com Matheus Victorino. Este último correu os 100 metros rasos.

Provas da tarde

Em busca do título geral da modalidade, Brusque ainda briga por medalhas na parte da tarde. A principal esperança está com Cristiane dos Santos na prova dos 400 metros rasos e Gilailce Trigeiro, na dos 100 metros com barreira. Nesta última prova também competirá por Brusque Gabriela Noldin. Outra aposta é em Stefanie da Silva na prova dos 1.5 mil metros. Segundo Nunes, a expectativa é de que Brusque ainda pontue na marcha atlética com Amanda Barros. Ainda neste sábado, a cidade ainda será representada no bolão 16, tênis de mesa e karatê.

A cobertura completa do desempenho dos brusquenses você acompanha na edição impressa do MDD desta segunda-feira, 17 de novembro. 

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio