INSS propõe acordo de cooperação com sindicatos de Brusque

Usuários do órgão em Brusque reclamam da transferência de serviços presenciais para internet ou telefone

INSS propõe acordo de cooperação com sindicatos de Brusque

Usuários do órgão em Brusque reclamam da transferência de serviços presenciais para internet ou telefone

O Fórum de Entidades Sindicais de Trabalhadores de Brusque e região se reuniu nesta segunda-feira, 18, com o gerente regional executivo do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Herman Alves Gomes da Silva. Na pauta, a reclamação de usuários que buscam os serviços na unidade presencial de Brusque e são orientados a fazê-los pela internet ou por telefone.

O assunto foi discutido pelos sindicalistas em reunião realizada no mês de julho. A dificuldade reside, principalmente, entre as pessoas idosas e aquelas que não possuem acesso ou facilidade no uso da rede.

O gerente regional do INSS afirmou que a medida foi implantada recentemente. A região de Blumenau, a qual pertence à agência de Brusque, foi a pioneira em todo o Brasil.

O objetivo é reduzir custos com emissão de papéis, documentos, além de deslocar a mão de obra utilizada para estes atendimentos para diminuir a demanda de outros, reduzindo a demanda de processos e procedimentos.

Uma das situações apontadas por ele foi a de pessoas que vão até as agências para retirar extratos de benefícios, algo que pode ser realizado pela internet.

Mesmo com o grande número de reclamações feitas pelos sindicatos, Herman afirmou que o INSS não vai voltar atrás na ação implantada. “Em janeiro [deste ano] foi publicada a autorização para estas ações remotas. Para que possamos voltar nossa mão de obra para serviços de reconhecimento de direitos”, pontuou.

Para tentar amenizar a situação, Silva apresentou duas sugestões aos sindicalistas. Uma delas é a de realizar um trabalho de orientação à população sobre como proceder para buscar os serviços online o que pode ser acionado neste sistema, através de palestras presenciais.

A outra opção é estabelecer um trabalho de cooperação técnica. Nesta, as entidades sindicais implantariam um sistema pelo qual passariam elas mesmas a receber as pessoas que buscam os serviços e encaminhar a documentação ao INSS. Em vez de ir à agência do órgão ou buscar o atendimento na internet, elas fariam isso nos próprios sindicatos, com uma pessoa e equipamentos destinados a isso.

“Os sindicatos firmam acordo com o INSS sem nenhum envolvimento financeiro, apenas treinamentos e disponibilização de equipamentos e solicitar diretamente ao INSS os serviços”, frisou.

Um estagiário vai ser deslocado para dar suporte na unidade de Brusque. Será uma das ações a serem implantadas na unidade Brusque em breve, ajustes de ordem administrativa, assegurou o gerente regional.

Respostas
Para o coordenador do Fórum, João Decker, as respostas trazidas pelo gerente regional estão bem distante do que esperavam os sindicalistas.

Porém, as entidades vão avaliar a melhor forma de poder auxiliar os usuários, principalmente em relação aos serviços encaminhados para o campo online e as ligações no telefone 135, também alvo de reclamações.

“Sabemos da dificuldade de muitas pessoas em consultar na internet ou pelo telefone 135”, destacou ele.

Na reunião mensal do Fórum, realizada também nesta segunda-feira, os demais sindicalistas demonstraram contrariedade com as propostas apresentadas pelo gerente regional do INSS. Principalmente em relação à cooperação por meio de parceria com as entidades. Na avaliação da maioria, seria assumir a responsabilidade de uma função que cabe ao próprio INSS.

Outra sugestão feita no encontro foi a de buscar parcerias com o poder público para dar esse atendimento para a população como um todo, utilizando espaços com os Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e Centro de Referência em Assistência Social (Cras).

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio