Irmã de assassino culpa o estado pela morte da mãe, em Apiúna

Homem foi preso em flagrante por feminicídio, tentativa de furto e lesões corporais

Irmã de assassino culpa o estado pela morte da mãe, em Apiúna

Homem foi preso em flagrante por feminicídio, tentativa de furto e lesões corporais

O homem de 47 anos suspeito de matar a própria mãe em Apiúna foi preso em flagrante por feminicídio, tentativa de furto e lesões corporais. O feminicídio ocorre quando o assassinato de uma mulher envolve violência doméstica e familiar.

Em entrevista à rádio Nova FM, Soeli Spridman, uma das quatro filhas da vítima, contou que a mãe, que tinha 74 anos, cuidava do único filho há mais de 15 anos. Ele já passou por diversos psiquiatras por apresentar esquizofrenia severa e a idosa teria pedido auxílio ao estado inúmeras vezes para que o filho fosse internado:

“A culpa da morte da minha mãe é do estado, é da saúde falida desse estado. O estado disse que ele não tinha problema”, desabafou Soeli.

Ainda segundo o relato da mulher, os surtos do irmão traziam medo à família. Agora, a Polícia Civil, através do delegado Renan Pellenz Scandolara, pede ao Judiciário que a prisão em flagrante seja convertida em prisão preventiva, algo que será decidido na audiência de custódia.

Segundo o delegado, a morte teria ocorrido na noite de terça-feira, 17, um dia antes do homem furtar um capacete de uma auto-escola e tentar roubar uma igreja:

“Os indícios dão conta de que a tentativa de furto de veículos cometidos na quarta-feira, 18, foram praticados em decorrência do homicídio qualificado ocorrido na noite anterior, indicando que o homem visava a evadir-se do distrito da culpa”.

Ele foi levado ao Presídio Regional de Blumenau.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio