Jasc: Brusque é goleado por Chapecó e fica com a prata no futsal feminino

Atletas foram dominadas pelas rivais e não conseguiram manter o título da modalidade

Jasc: Brusque é goleado por Chapecó e fica com a prata no futsal feminino

Atletas foram dominadas pelas rivais e não conseguiram manter o título da modalidade

Por: Sidney Silva

 

Atuais campeões dos Jogos Abertos de Santa Catarina, o futsal feminino de Brusque não conseguiu manter o título da competição. As meninas brusquenses não fizeram uma boa partida, foram dominadas por Chapecó e acabaram goleadas na final. O placar acabou 5 a 2.

Mesmo jogando pelo empate, as atletas do Oeste, como era de se esperar, foram para frente desde o início. Com um futebol envolvente, comandaram as ações da partida e se aproveitaram de falhas das meninas de Brusque para levantarem o sétimo título da competição.

O início de jogo foi equilibrado. A partida começou truncada, com poucos chances para arremates e os times marcando forte. Mas logo Chapecó passou a assumir o controle da partida. Foi em uma infelicidade de Amandinha, no entanto, que saiu o primeiro gol. Amandinha, esta de Chapecó, finalizou. A bola desviou na jogadora brusquense e entrou aos 11 minutos.

As atletas de Brusque saíram mais para a partida após o tento, mas paravam na boa marcação adversária. Depois de quase empatar aos 4 minutos, o time brusquense foi penalizado logo no contragolpe. Em lançamento de Diana, Bruninha tocou de cabeça e obrigou a goleira Giga se esticar toda. Na sequência da jogada, a arqueira de Chapecó saiu rápido, a bola chegou em Vanessa. Com espaço, a grande destaque do time rival bateu forte e fuzilou as redes de Josi.

Precisando de três gols, Brusque ainda descontou antes do intervalo em um dos poucos lances de genialidade da equipe na partida. Nega deixou Vanessa na saudade e, já sem ângulo, cruzou para o meio da área. Desirré apareceu dividindo com Giga, mas conseguiu desviar para as redes.

A expectativa era de que o tento animasse as atletas brusquenses para a etapa final, mas foi Chapecó que voltou a todo vapor. Apáticas, as representantes de Brusque demoravam demais no passe e não acompanhavam os contragolpes das adversárias.

O terceiro gol era questão de tempo. Josi chegou a evitar que o rival dilatasse o placar em pelo menos três defesas, até que em uma falha de marcação, Vanessa entrou como quis e só teve o trabalho de tocar para Tati, sozinha, ampliar o marcador.

O gol levou o técnico Esquerda ao desespero. Vendo o time sem reação, ele tentou aproveitar da velocidade de Robinha, mas a jogadora entrou desligada, errou passes e oportunizou contragolpes perigosos aos adversários. Em outro erro de Brusque, desta vez na saída de bola, Vanessa fez o quarto e praticamente sacramentou o título faltando cinco minutos.

Com Diana fazendo a função de goleiro-linha, o time brusquense se expôs no fim do duelo, mas pouco criava diante a partida quase perfeita das rivais. Em uma das raras oportunidades, faltando um minuto, Diana chutou e Nega tocou quase embaixo das traves para fazer o segundo.

Mal a bola saiu, no entanto, Chapecó deu números finais ao confronto ao marcar mais um nos últimos segundos. Em desatenção da equipe brusquense, Vanessa novamente desequilibrou. A atleta encontrou Miúda, livre, para fazer o quinto e fechar com chave de ouro a goleada.

Confira na edição impressa do MDD desta quarta-feira, 26 de novembro, a repercussão da derrota brusquense e tudo sobre o último dia de Jogos Abertos de Santa Catarina.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio