Jogos Comunitários de Brusque chegam à 25ª edição com 4 mil participantes

Competição que reúne comunidades brusquenses terá 28 equipes disputando o troféu geral

Jogos Comunitários de Brusque chegam à 25ª edição com 4 mil participantes

Competição que reúne comunidades brusquenses terá 28 equipes disputando o troféu geral

O maior evento esportivo de Brusque já começou. Em uma edição histórica de 25 anos, os Jogos Abertos Comunitários de Brusque (Jacobs) retornam com a participação de 4 mil pessoas entre 28 diferentes comunidades. Todos disputarão 20 modalidades com diversos troféus em jogo, divididos por categorias e naipes.

Apesar de o futebol suíço e o futsal livre começarem antes, a abertura oficial da competição ocorre apenas na sexta-feira, 29. A cerimônia será realizada na praça de alimentação do pavilhão Maria Celina Vidotto Imhof, onde um coquetel será servido a todos os presentes. Haverá também atração musical para receber os representantes e espectadores.

Para o coordenador de esportes de participação da Fundação Municipal de Esportes (FME) – responsável pela organização do evento -, Eduardo Gohr, a 25ª edição dos Jacobs tem tudo para entrar para a história. “Nós estamos realmente envolvidos na competição e com a melhor expectativa possível. As associações que emprestam os espaços para a competição também estão de parabéns, somos muito gratos, sem estes pontos nós não poderíamos realizar os Jacobs.”

Competição é marcada pela união e disputa sadia entre as comunidades. Foto: Arquivo O Município

Em comparação com 2017, houve uma redução no número de comunidades participantes. A delegação ausente será o Barra de Águas Claras. Gohr afirmou que houve uma tentativa de contato com representantes, mas sem sucesso. “Identificamos cerca de três pessoas que poderiam ser eventuais líderes comunitários, mas ninguém se prontificou a formar equipes para disputar a competição.”

O tema da redução de comunidades é recorrente, e existe a ideia de diminuir, dividindo os atletas em bairros maiores para que aumente a competitividade. “Acontece que existem comunidades com representatividade muito pequena, às vezes participando de uma ou duas modalidades, sem chances de ser campeão geral. Porém, essa divisão é muito polêmica, as opiniões se dividem”, diz Gohr.

Perigo ao São Pedro
A hegemonia do bairro São Pedro, atual heptacampeão geral da competição, será colocada à prova. Segundo a avaliação de Gohr, o bairro Águas Claras, que vem crescendo muito nos últimos anos nas principais competições, deverá dificultar a vida dos adversários, que pretendem conquistar o oitavo título consecutivo.

“Pelo volume de inscrições dos atletas e equipes do Águas Claras, dá para ver que o bairro quer vencer. É um volume grande de participação, geralmente a comunidade que faz isso deve pontuar bastante. Está interessante a participação das comunidades, estamos sentindo uma verdadeira empolgação de todos.”

Mudança no regulamento

As 28 comunidades participantes disputam 20 modalidades. Foto: Arquivo O Município

Em abril, durante reunião com líderes comunitários e representantes da FME, foram realizadas mudanças importantes no regulamento dos Jacobs para este ano. A principal mudança diz respeito à possibilidade de que as comunidades incluam atletas de outros bairros em cinco modalidades nesta edição, com um limite nestas inscrições.

São elas voleibol (até três atletas de fora), basquetebol (até dois), handebol (até três), bocha rafa vollo (até um) e bolão 23 (até dois). Segundo o diretor de esportes de participação, isso foi feito para deixar tudo mais transparente. “Foi apenas uma regularização de algo que já era feito antes, mas ilegalmente, de acordo com as regras da competição. Alguns participantes combinavam entre si de ninguém denunciar o outro e assim seguia, mas havia uma minoria que não estava inserida nisso e sofria as consequências.”

Outra alteração importante foi no aumento de modalidades que um atleta pode participar. Em 2017, um competidor poderia participar no máximo de duas modalidades, mais o atletismo. Agora são três modalidades mais o atletismo. Mesmo no atletismo houve ampliação na participação, já que antes o atleta poderia competir apenas em uma prova e mais o revezamento, mas agora será um máximo de duas provas e mais o revezamento.

Modalidades já iniciadas
Estão definidas a fórmula de disputa e o cronograma de jogos do futebol suíço e do futsal livre que abrem os Jacobs. No suíço, participam 24 equipes, divididas em oito chaves de três times cada. Os jogos de abertura foram realizados nos campos da Abresc, Sociedade Angelina e Santos Dumont nesta segunda-feira, 25. Zantão e Paquetá; São Pedro e Azambuja, e Planalto e Santa Terezinha abriram a competição.

Da mesma forma, o futsal livre, que inicia na terça-feira, 26, também terá 24 equipes, com oito chaves de três times cada. Três duelos estão programados para a partir das 19h15 na Arena Brusque: Tomaz Coelho e Centro; Santa Rita e Steffen, e Bateas e São João.

Arquivo O Município

Comunidades participantes
Águas Claras
Av. 1º De Maio
Azambuja
Bateas
Cedrinho
Centro
Dom Joaquim
Guarani
Limeira
Maluche
Nova Brasilia
Paquetá
Planalto
Poço Fundo
Ponta Russa
Rio Branco
Rua Nova Trento
Santa Luzia
Santa Rita
Santa Terezinha
São João
São Luiz
São Pedro
Souza Cruz
Steffen
Tomaz Coelho
Volta Grande
Zantão

Modalidades
Atletismo (masc. e fem.)
Basquete
Bolão 23 (masc. e fem.)
Bocha
Canastra
Ciclismo
Dominó
Futebol suíço (livre e sênior)
Futsal (livre masc., livre fem. e sênior)
Futevôlei
General
Handebol
Sinuca
Tênis de mesa
Tênis de campo
Tiro ao alvo
Truco
Voleibol
Vôlei de areia masc. e fem.
Xadrez masc. e fem.

Futsal livre masculino – terça-feira, 26

Futebol suíço livre – quarta-feira, 27

Abertura oficial dos Jogos Comunitários de Brusque

Sexta-feira, 29, às 20h, na Praça de Alimentação do pavilhão Maria Celina Vidotto Imhof, o pavilhão da Fenarreco.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio