Jovem diz ter sido estuprada por médico

Segundo relato, o homem era chefe da jovem em uma clínica da cidade

Jovem diz ter sido estuprada por médico

Segundo relato, o homem era chefe da jovem em uma clínica da cidade

Uma jovem de 18 anos está acusando um médico de estupro. Segundo o relato dela, o homem, que também era chefe dela numa clínica da cidade, teria mantido relações sexuais com ela por três vezes até que ela resolvesse acabar com a situação. Um inquérito foi aberto na Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami) para apurar o caso.

A moça registrou um boletim de ocorrência no começo da semana. De acordo com o relato, há três meses ela enviou um currículo para uma clínica. Em agosto, foi chamada e, depois de uma entrevista, contratada. No mesmo dia, o médico a recebeu para apresentá-la ao método de trabalho dele. Segundo ela, o homem pediu que ela tirasse a roupa e começou a massageá-la, passando a mão na virilha e posteriormente penetrando-a com os dedos. Ela afirma que ficou assustada e abriu os olhos, mas o acusado mandou que os fechasse. Ele terminou o ato com o pênis. Durante a ação, ele, supostamente, perguntava à vítima como estava a respiração dela e como se sentia. Após isso, teria explicado que utiliza “ciência da sexologia”, na qual ele tira o trauma dos pacientes por meio do sexo.

No dia seguinte, ainda de acordo com a suposta vítima, o médico teria ido buscá-la em casa e, inclusive, teria conversado com os pais dela e prometido que pagaria a sua carteira de motorista. Ao chegar ao consultório, ela afirma ter recebido livros de anatomia e que ele prosseguiu explicando o método da “sexologia” para ela. A jovem diz que ficou receosa de que o ato se repetisse, e por isso tentou ligar para o pai ir buscá-la. No entanto, o homem trancou a porta e praticou mais uma “sessão” do ‘tratamento’.

A vítima afirma que houve, ainda, uma terceira relação, logo depois desta. Depois disso, conta que comunicou os pais e o namorado dos fatos e de que não queria mais voltar a trabalhar. O acusado foi detido ontem para prestar esclarecimentos e foi liberado. O delegado Alonso Torres, da Dpcami, informa que a investigação está em curso.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio