Jovem leva tiro na cabeça ao tentar fugir de acidente na rodovia Antônio Heil

Ele estava acompanhando da companheira e da filha de 2 meses

Jovem leva tiro na cabeça ao tentar fugir de acidente na rodovia Antônio Heil

Ele estava acompanhando da companheira e da filha de 2 meses

Um acidente na rodovia Antônio Heil acabou com um morador de Brusque baleado na cabeça na noite de quarta-feira, 5, na rodovia Antônio Heil, na altura do bairro Itaipava, em Itajaí. Por volta das 21h30, houve uma colisão entre uma motocicleta, conduzida pelo policial militar André Azevedo, que trabalha em Navegantes – e no momento estava de folga -, e por um veículo dirigido por Christofer Mendes da Silva, de 20 anos, que mora no bairro Souza Cruz.

No momento do acidente, o soldado ligou para o seu pai, Fabio Azevedo, sargento da Polícia Militar, pedindo ajuda, já que ele havia machucado a perna. “Quando cheguei lá, cumprimentei o rapaz do carro e comecei a fazer o curativo no meu filho, que havia cortado o calcanhar. Nesse momento, o motorista perguntou se poderia ir embora e eu disse que não, que deveria aguardar os policiais chegarem, mas nunca imaginei que ele fosse fugir naquele momento, já que ele estava com a mulher no carro”, conta.

Segundo o sargento, Silva e uma mulher, Francilaince Rosa, de 20 anos, entraram no veículo para sair do local, acompanhados da filha de 2 meses, que estava na cadeirinha no banco traseiro. Quando ele percebeu a ação, pediu que eles parassem, “mas ele deu a ré, eu fui para a frente do carro e impedi a passagem, mesmo assim ele jogou o veículo para cima de mim e nesse momento, para eu não ser atropelado, meu filho deu três tiros contra o carro”. Um dos disparos atingiu a cabeça de Silva, que ficou inconsciente.
Francilaince afirmou aos policiais que Silva deixou o local porque estava sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O motorista foi conduzido ao hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí. A arma apreendida pela Polícia Civil para perícia. Segundo informações da Polícia Militar de Itajaí, que atendeu a ocorrência, o policial não foi preso em flagrante já que se apresentou na delegacia, onde foi determinada a abertura de inquérito para apurar melhor as circunstâncias do fato.

A reportagem entrou em contato com o hospital, que optou por não informar o estado de saúde do ferido.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio