Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Jovens eleitos já estão de olho em mordomias que os aguardam na Assembleia Legislativa

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Jovens eleitos já estão de olho em mordomias que os aguardam na Assembleia Legislativa

Raul Sartori

Sempre igual
Ao optar pela renovação nos parlamentos, o eleitor do dia 7 também apostou em uma mudança de comportamentos. Mas já há alguns motivos para arrependimento diante do que testemunharam servidores da Assembleia Legislativa, esta semana, quando lá passaram dois jovens deputados eleitos para seu primeiro mandato, mas já muito interessados em saber do número de assessores que podem ter em seus gabinetes e das famigeradas mordomias a quem tem direito, dentre elas os vários e infames auxílios disso e daquilo. É muito provável que os eleitores dos dois sonhavam que dispensariam tais privilégios. Mas, pelo jeito, já na primeira visita ao futuro local de trabalho foram cooptados pelo “establishment”, a ordem de comportamentos especiais que tanto marca negativamente nossos políticos.

Veja também:
PT pede à Justiça Eleitoral mandados de busca e apreensão na casa de Luciano Hang e na Havan

Antigo Casarão da Saúde, no Centro de Brusque, é demolido

Prefeitura estuda terceirização da Fenarreco nos próximos anos

Inimigo íntimo
Se for eleito governador, Gelson Merísio enfrentará fogo amigo, e em labaredas, dentro de seu próprio partido, o PSD. Com o estopim na mão está o deputado estadual eleito Júlio Garcia, um dos mais votados dia 7. Dispensou dinheiro do fundo partidário, não teve nenhum contato com o candidato durante toda a campanha e apesar de haver bombeiros com extintores a postos, há temores de um enorme curto-circuito quando os dois se encontrarem frente a frente.

Casa Bolsonaro
O PSL de SC não esperava a tsunami do dia 7 e só anteontem, sem recursos de fundos oficiais de campanha, decidiu abrir e inaugurar a “Casa Bolsonaro”, no Centro de Florianópolis, onde passou a distribuir material de divulgação de seus candidatos a governador e presidente da República. Muitos podem discordar, mas é nesses detalhes que o PSL conquista a simpatia do eleitorado.

Verdade
Lido, alhures, uma constatação mais que pertinente: no mundo, a direita cresce porque a esquerda recua cada vez mais para dentro do próprio casulo. Precisa de um banho de humildade, ouvir mais o povo e menos intelectuais e artistas. É tudo o que o PT faz há tempos e acha que está absolutamente certo. Por isso é que há milhões de ex-petistas. A propósito, apesar da iminente e devastadora derrota dia 28, não se vê o mínimo esforço petista em fazer autocrítica.

Se….
Diz-se em algumas rodas que Gelson Merisio é tão fã de Jair Bolsonaro que se tivesse ganho a eleição para governador no primeiro turno se ofereceria para coordenar a campanha bolsonarista em SC.

Suíços explicam
Os solícitos empresários suíços que comandam a concessionária do aeroporto Hercílio Luz explicam que o slogan “Seu conforto nas alturas” não é da Floripa Airport e que está desenvolvendo o seu, ainda não lançado. Quanto ao conforto, reconhece a deficiência de espaço do atual terminal, pequeno para a demanda que recebe, e por isso fez investimentos de R$ 5 milhões na atual estrutura. Mas promete que oferecerá “conforto e excelência plena” com a inauguração do novo terminal, que segue em ritmo acelerado de obras e será inaugurado no segundo semestre de 2019.

Ponte
Relatam as folhas da Ilha de SC que se o contrato assinado em 2016 fosse mantido e obedecido, a interminável reforma da Ponte Hercílio Luz deveria ser concluída ontem. Há muitas explicações oficiais para o atraso, mas o fato é que 27 anos depois de sua interdição, ela já levou R$ 618 milhões do contribuinte catarinense em sua “recuperação”. O mesmo contribuinte, principalmente do interior do Estado que, sempre é preciso lembrar, lá no seu íntimo torce para que a ponte venha abaixo, seja tragada pelo mar e pare de saquear seu bolso.

Veja também:
Rua de acesso à ponte do Rio Branco será alargada em 2019

Procurando imóveis? Encontre milhares de opções em Brusque e região

PM registra três assaltos em um mesmo dia, em Blumenau

Irresponsabilidade
Deputados e senadores – inclusive catarinenses – decidiram entregar para o próximo presidente uma conta de quase R$ 5 bilhões ao derrubar, anteontem, um veto do presidente Michel Temer em projeto que autoriza reajuste de 53% no piso salarial dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias. A derrubada foi pessoalmente articulada pelo presidente do Senado, o notório Eunício Oliveira (MDB-CE), implacavelmente derrotado nas eleições do dia 7.