Jovens fazem família refém e são presos após perseguição

Os rapazes de 19 anos foram presos pela Polícia Militar depois de praticarem três assaltos nas cidades de Canelinha e São João Batista

Jovens fazem família refém e são presos após perseguição

Os rapazes de 19 anos foram presos pela Polícia Militar depois de praticarem três assaltos nas cidades de Canelinha e São João Batista

Airton do Nascimento Silva e Emerson Mateus Flores de Barros, ambos de 19 anos, foram presos na noite de segunda-feira, 21 de outubro, em São João Batista, suspeitos de terem praticado três assaltos. A dupla estaria acompanhada de mais um jovem quando invadiram a casa de Carlos Alberto Voltolini, no bairro Índia, em Canelinha, por volta das 20h.

Voltolini conta que estava em casa com a esposa Edna Fernandes Voltolini quando foi surpreendido pelo trio. “Eles estavam encapuzados e armados com duas armas de fogo. Mandaram deitarmos no chão e, enquanto um ficou com a arma apontada para nós, os outros vasculharam a casa”, lembra.

Da residência, eles furtaram um notebook, dois celulares, carteira de Voltolini com uma quantia em dinheiro e os cartões de crédito. Os assaltantes fugiram com a Ford Ecosport, cor branca, placas MMM-4569, do casal. “Antes de saírem nos trancaram no banheiro e, quando ouvi o barulho deles saindo com o carro, sai e liguei para a polícia”, informa Voltolini.

As guarnições da Polícia Militar de Tijucas, Canelinha, São João Batista, Nova Trento e Major Gercino foram acionadas. Momentos depois, a polícia de São João Batista foi informada de um assalto em um posto de combustível e em um bar, em que os assaltantes estavam armados e levaram dinheiro e alguns maços de cigarros. 
Perseguição na SC-410

Na rodovia SC-410, que liga Canelinha a São João Batista, a PM cruzou com a Ecosport e iniciou uma perseguição. Ao notar a presença da polícia, os criminosos começaram a atirar contra os policiais, que revidaram. 

Na divisa entre os municípios, os assaltantes perderam o controle do veículo, saíram da pista e entraram em um matagal às margens da rodovia. Houve troca de tiros e a polícia conseguiu prender dois. Um fugiu. De acordo com a PM, as armas usadas no assalto foram jogadas no mato e não foram localizadas. Os dois suspeitos são moradores do bairro Ribanceira do Sul, em São João Batista. Eles foram levados para a Delegacia Civil de São João Batista, onde permanecem presos até surgir uma vaga no Presídio Regional de Tijucas.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio