Jovens participam do Núcleo Comunitário de Defesa Civil

Ao final do curso, jovens estarão capacitados para auxiliar a Defesa Civil de Brusque em situações de emergência

Jovens participam do Núcleo Comunitário de Defesa Civil

Ao final do curso, jovens estarão capacitados para auxiliar a Defesa Civil de Brusque em situações de emergência

Cerca de 30 jovens participam da primeira turma de formação do Núcleo Comunitário de Proteção e Defesa Civil Jovem (Nupdec), que vai até o dia 14 de março. A capacitação tem como objetivo criar a cultura da percepção do risco em possíveis situações de alerta e emergência da Defesa Civil, nos jovens com idade entre 15 e 29 anos.

“Os Nupdecs preparam as pessoas para se autodefenderem. A ideia principal é que esses jovens tenham a percepção do risco e possam fazer alguma coisa no sentido de evitar que problemas aconteçam”, explica o diretor geral da Defesa Civil de Brusque, Evandro de Mello do Amaral.

De acordo com ele, a intenção desta capacitação é tornar os jovens mais próximos da Defesa Civil. “Os jovens têm vigor físico e podem contribuir muito auxiliando a Defesa Civil em situações de emergência, essa faixa etária também tem um domínio de mídia, de internet, e podem disseminar informações mais corretas, tranquilizando a população”, diz.

O curso, ministrado por Amaral e pelo agente Edevilson Cugik, é dividido em aulas práticas e teóricas. Durante a capacitação, os jovens saíram a campo para detectar áreas de risco, e já estão agendadas mais duas aulas práticas que ajudarão na formação. “Teremos ainda mais duas formações práticas. Uma será no rio Itajaí-Mirim, no dia 28 de fevereiro, para uma aula de remo, e a última no dia 14 de março, para fechar o curso com um acampamento. Vamos nos deslocar para um determinado local e fazer diversas atividades operacionais. Eles terão aulas de primeiros socorros, combate a incêndio e resgate, será uma atividade bem intensa para medir a capacidade física e emocional deles”, revela Amaral.

Segundo ele, este grupo do Nupdec jovem deve abrir caminho para novas turmas. “Queremos fazer formações continuadas com esse grupo, porque tudo foi acima do esperado. E provavelmente, vamos abrir novas turmas mais tarde porque há demanda”, diz.

A ideia da capacitação específica para os jovens surgiu no ano passado, através da Coordenadoria das Políticas Públicas para Juventude. De acordo com o coordenador, Jhonny Fernando Rodrigues, a primeira turma superou as expectativas. “Abrimos as inscrições com uma expectativa, e no final conseguimos superar. Foram 35 inscritos para participar, deu uma turma bem legal”.

Para ele, ações como esta são importantes para inserir o jovem na sociedade. “Queremos criar essa consciêcia no meio jovem. O nosso município frequentemente é atingido por cheias e deslizamentos. Com a capacitação, começamos a ter noção sobre o que é área de risco e também conseguimos criar essa cultura de solidariedade entre os jovens e a participação não só nos momentos bons, mas nas horas ruins também”, afirma.

Moradora do bairro Steffen, a estudante Júlia Gorges, 22 anos, também participa da primeira turma jovem do Nupdec. Segundo ela, o curso tem correspondido às expectativas. “Sempre tive em mim o lado prestativo e a vontade de poder ser útil à sociedade em geral. Quando vi o anúncio do Nupdec encontrei a porta para estar mais perto e ajudar a comunidade. Está sendo um grande aprendizado, particularmente está superando minhas expectativas. Acho de grande importância que nós, jovens, assumam a frente da comunidade”, diz.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio